banner_960x100_prefeitura
banner_960x100_prefeitura
previous arrow
next arrow

Número de homicídios reduz em 13% com combate ao tráfico e apreensão de armas

11268021_920941941260579_1678257951_n

O número de homicídios dolosos teve uma redução de 13% na região metropolitana de São Luís em maio deste ano comparativamente ao ano passado. Em 2014 foram registrados 71 homicídios e em 2015 foram 62 casos.

O comparativo de janeiro a maio também mostra redução dos números, foram 373 registros no ano passado e 343 este ano, uma diferença de oito pontos percentuais. Os dados foram apresentados durante a manhã desta segunda-feira (1º) em coletiva de imprensa no Comando Geral da Polícia Militar, no Calhau.

Conforme o secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, a redução foi obtida a partir do combate intensivo ao tráfico de drogas e apreensão de armas. Este ano já foram apreendidas 554 armas de fogo e aproximadamente meia tonelada de drogas. Ele explicou que as ações são extremamente importantes porque o tráfico e o porte ilegal de armas são os dois principais sustentáculos da criminalidade.

Dentre as ações de policiamento ostensivo para o combate ao crime na região metropolitana de São Luís foram citadas as operações Catraca, Fecha Quartel, Saturação, Cerco Total e Praia Segura. Somente na Operação Catraca foram 42.982 abordagens na região metropolitana com apreensão de 240 armas brancas.

O fortalecimento das ações ostensivas foi destacado como resultado do planejamento para o combate ao crime, impactando em número como Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – que inclui homicídios, lesão corporal seguida de morte e latrocínio –, houve uma redução de 401 casos em 2014 para 387 em 2015.

“Os números apontam para uma escala descendente dos crimes. Além da ação contra quadrilhas organizadas também vamos focar nossa ação contra esses marginais que apesar de não fazerem parte das quadrilhas, atuam de forma individual ou em pequenos grupos no assalto a ônibus e roubos”, explicou o secretário.

Para maior eficiência das ações, a polícia tem analisado tecnicamente os dados e definido estratégias para o combate à violência. Como exemplo, o secretário citou os casos de latrocínio, que com base nos dados foi definida uma atuação mais intensiva da Polícia Civil durante a fase de inquérito para além da identificação dos criminosos, com o levantamento do histórico criminal e relação com outros crimes.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.