Notícia

Dino diz que Bolsonaro “atrapalha” e que “trouxe coronavírus para o coração do poder”

Durante entrevista coletiva sobre novas medidas preventivas para conter a proliferação do coronavírus no Maranhão, o governador Flávio Dino criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro sobre a doença, que já contaminou mais de 900 em todo o país e matou mais de 11 mil ao redor do globo.

Neste sábado (21), Dino editou decreto suspendendo por 15 dias comércios e serviços não essenciais. A medida foi anunciada um dia após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no Maranhão e após fala de Bolsonaro minimizando a pandemia ao chamar o surto mundial de “gripezinha”.

“Nós temos que ter seriedade. O que os governadores de um modo geral estão fazendo é suprir omissões que o Governo Federal deixou em razão das atitudes equivocadas do presidente da República”, disse Flávio Dino a jornalistas.

Flávio Dino lembrou ainda a polêmica em torno da viagem da comitiva de Bolsonaro aos Estados Unidos entre os dias 7 e 10 de março. Ao todo, 22 pessoas que acompanharam o presidente testaram positivo para o novo coronavírus.

“Ele fez um voo que trouxe, sem nenhuma necessidade, dezenas de infectados dos Estados Unidos. Uma viagem dispensável que trouxe o vírus para o coração do poder”, criticou o governador.

Ainda durante a entrevista, reclamou da falta de diálogo entre os governadores e o Palácio do Planalto sobre o tema, ressalvando o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que “mantém clima de diálogo e de entendimento”.

“Ele [Bolsonaro] acabou criando no governo duas orientações. Temos o ministro da Saúde tentando trabalhar e dizendo ‘é grave’, e nós temos o presidente da República atrapalhando o trabalho do próprio Ministério da Saúde e fazendo com que outros órgãos federais não ajam”, lamentou.

Foi por falta de cooperação de Bolsonaro, que o Maranhão precisou recorrer à Justiça para sejam feitos exames e controle sanitário de passageiros que chegam aos aeroportos de São Luís e Imperatriz.

Comentários estão desativados

9 respostas para “Dino diz que Bolsonaro “atrapalha” e que “trouxe coronavírus para o coração do poder””

  1. Jorge Correa disse:

    Devia ter aproveitado pra ficar calado, só falou asneiras. Pegando carona pra se promover. Mas aviso vc nunca será presidente Falsodino…

  2. Cézar Duailibe Rêgo disse:

    Esse senhor tá precisando ser internado, em vez de agir com responsabilidade acusa os outros, agir em aeroportos? Tá se achando governador? Faça o que um líder, chefe de governo faria, faça algo para atenuar o impacto na economia e na vida social dos maranhenses, diminua impostos nos produtos de higiene, ajude quem vai ficar desempregado e outras medidas simples, não venha com demagogia

  3. Daniel disse:

    Leandro Miranda, você calado é um poeta. Fala muita besteira e coisas sem um pingo de nexo. Se você não sabe, melhor então se informar, mas o Flávio Dino não está fazendo mais do que a sua obrigação e não um mero favor.
    Pensa nisso, ok?

  4. OMOF disse:

    Esse governador se supera a cada ,com as merdas que ele fala.

  5. Ulisses Gama disse:

    Bolsonaro é despreparado e demonstrou ser muito incompentente. É tudo que o país não precisa.
    O governador foi muito lúcido e qualquer pessoa que acompanha a política nacional sem paixões sabe que o Presidente demorou a agir.
    Foi preciso o Presidente da Câmara Rodrigo Maia cobrar e mesmo assim ainda continua devendo.

    • José Ulisses Montes Gama disse:

      Postagem correta.
      Bolsonaro é despreparado e demonstrou ser muito incompetente. É tudo que o país não precisa.
      O governador foi muito lúcido e qualquer pessoa que acompanha a política nacional sem paixões sabe que o Presidente demorou a agir.
      Foi preciso o Presidente da Câmara Rodrigo Maia cobrar e mesmo assim ainda continua devendo.

  6. MELHOR QUE ESSE PILANTRA DO BOLSONARO SEM DUVIDA SERIA….

  7. Douglas disse:

    Esse comunista deveria incentivar as pequenas empresas, anistiando ou diminuindo os valores de multas e infracoes, pequenas empresas pre isam disso para regularizarem suas inscricoes estaduais.

  8. Antonio Carlos disse:

    Efetivamente qual o papel dos governadores? cada um no seu posto de trabalho, dentro dos seus limites e fazendo aquilo que lhes são atribuído. Pelas posturas verbais do meu govenador, ele se aproveita daquilo que ele chama de ‘erro presidencial’ para se promover na mídia, o que é pior. Acredito que Flávio Dino foi mais sensato que o Wetzel no Rio de Janeiro em suas decisões. agora, vir falar mal de Bolsonaro de graça não dá não governador.