Notícia

Dino enquadra Wellington e RR: “querem aproveitar tragédias para tentar obter votos”

Ao desmentir notícia falsa que vem sendo divulgada na internet, o governador Flávio Dino (PCdoB) acabou mandando uma indireta ao senador Roberto Rocha (PSDB) e ao deputado estadual Wellington do Curso (PSDB),

Os tucanos vêm alegando que o governador supostamente teria recebido mais de R$ 260 milhões em recursos federais para combater o novo coronavírus, e que Flávio Dino não teria prestado contas desses repasses.

Em vídeo divulgado nesta quarta-feira (6) Dino desmontou a farsa e esclareceu a verdade. De acordo com o governador, o governo do Maranhão recebeu até o momento, R$ 59,5 milhões do Ministério da Saúde.

Dino explica ainda, que o Ministério repassou valores tanto para o Estado quanto para os municípios. WC e RR teriam somado os recursos e colocado o montante na conta do governador.

“É muito importante entender que isso se dá separadamente. Pessoas de má fé tem somado valores aleatoriamente, visando criar teses falsas, criminosas acerca deste tema. Os municípios também receberam repasses do Ministério da Saúde, mas nesse caso a gestão não é do governador”, detalhou o governador.

“Há pessoas que de modo indecente querem aproveitar mortes, tragédias, para tentar obter votos em eleições futuras. Isso não é uma coisa séria, isso não é uma coisa humana”, completou Dino.

Segundo o governador, os recursos já disponibilizados têm ajudado na expansão da rede de saúde, mas lembrou que mesmo antes da pandemia, o sistema estadual de saúde já tinha despesas orçadas na casa dos R$ 150 milhões.

Wellington do Curso é o pré-candidato tucano à Prefeitura de São Luís em 2020 com o apoio de Roberto Rocha. Ele vem sendo criticado por usar a tragédia do novo coronavírus para conquistar eleitores e atacar adversários políticos em suas redes sociais.

Comentários estão desativados

Uma resposta para “Dino enquadra Wellington e RR: “querem aproveitar tragédias para tentar obter votos””

  1. Lay frade disse:

    Olha quem fala!!. Dino falastrão.