Notícia

Luís Fernando sobre Julinho: “o ficha suja diz que é perseguido, mas está pagando pelos maus feitos”

O prefeito de São José de Ribamar e candidato à reeleição, Eudes Sampaio, esteve na noite deste sábado (10) do lançamento da candidatura a vereador de César Vieira, que é ex-vereador e foi administrador regional das Vilas. O ex-prefeito Luís Fernando acompanhou Eudes.

O ex-prefeito Luís Fernando acompanhou o prefeito no evento e alfinetou a campanha dos adversários. “Aqui, que é uma festa de candidato a vereador, é maior do que a festa dos candidatos a prefeito que são nossos adversários. Eles tiveram que trazer gente até de outros município pra fazer os eventos deles. De Ribamar, não tinha ninguém”, afirmou o ex-prefeito.

Luís Fernando ainda falou sobre o discurso de Dr. Julinho de que é perseguido, quando na verdade, é ficha suja com condenação por ter tido contas rejeitadas quando foi gestor da maternidade Benedito Leite. “Essa eleição de Eudes é a salvação pra que Ribamar não volte para as mãos de bandidos. Bandidos que a gente já conhece. O ficha suja diz que é perseguido, mas está pagando pelos maus feitos. Lugar de bandido não é em campanha. Ele foi o pior prefeito que Ribamar já teve e se juntou com o segundo pior. Quem é bom se junta aos bons. Quem é ruim se junta ao cupim”, alfinetou.

A líder comunitária Suelem, da Vila Operária, era de outro grupo político, mas ao perceber as intenções do outro grupo, principalmente pelo boicote dos vereadores que não aprovaram o financiamento para levar asfalto para a sua comunidade. “Ribamar não merece o que estão pretendendo fazer com o município. Pessoas que deveriam estar naquela Câmara defendendo a população, simplesmente estavam tentando prejudicar o prefeito, não aprovando o empréstimo para o asfalto que tanto precisamos.

Eudes afirmou que ele e Luís Fernando tiveram muita dificuldade por conta da situação financeira do município. Agora que a situação já está saneada, poderá avançar muito mais em obras de infraestrutura. “Nós encontramos a cidade destruída, devendo R$ 43 milhões, com Fundo de Participação bloqueado, sem poder fazer convênio com o estado. Nessas horas refletimos o quanto um governo destruidor, corrupto faz mal pra cidade. Agora, com a situação financeira saneada, podemos fazer muito mais. São José de Ribamar é uma cidade grande. Precisamos continuar nos desenvolvendo”.

Qual sua opinião?