opinião

Carlos Brandão constrange governo Dino

O constrangimento provocado pelos rugidos de Carlos Brandão na Praça Deodoro é grande.

É consenso entre a classe política maranhense que a ameaça em praça pública ao senador Weverton Rocha e ao presidente da Assembleia, Othelino Neto, causou prejuízos incalculáveis à imagem do vice-governador – e do governo.

Os arroubos coronelistas do vice de Flávio Dino (PCdoB) tinham por objetivo precipitar o debate sobre 2022, envolvendo o grupo governista – de partidos ao staff do executivo – numa disputa entre desertores e aliados fiéis ao Palácio dos Leões.

Tal discurso que vinha sendo repetido à exaustão por membros e entusiastas da família Brandão em público e no privado.

Por sorte, Dino não caiu armadilha, agindo a tempo de apagar o incêndio ao esclarecer que a iniciativa partira do próprio vice.

De norte a sul do estado, os recados proferidos no palanque de Duarte Junior foram compreendidos como prévias de um cada vez mais improvável mandato-tampão do “coroné” de Colinas.

Comentários estão desativados

3 respostas para “Carlos Brandão constrange governo Dino”

  1. DIMITRI disse:

    Senhores passageiros, bem vindos a 2022!

  2. ANTENADO disse:

    Equivocado seu comentário, quem rugiu primeiro foi o senador, afrontando o governador, esquecendo que fazia parte do grupo politico deste governo, apoiando um candidato capitaneado por um inimigo confesso do governo o RR, realmente agiu com um desertor, e em 2022 será cobrado por isso, pois trataremos de fazer com que a populaçao não esqueça quem começou o racha. Somos besta não viu … MARRAPA

  3. Colchões Rocha disse:

    Marrapá e o discurso do ladrão de colchões do Costa Rodrigues, senhor Weverton Rocha lá em Colinas falando até em derrubar muro dos Leões.

    A conta vai chegar para seu Weverton e Othelino.