Dança das cadeiras

Destroçado por Roberto Rocha, PSDB não é uma boa para Brandão

O vice-governador Carlos Brandão reassumiu a presidência do PSDB no Maranhão. Defenestrado por Roberto Rocha em 2017, o ‘coroné de Colinas’ volta ao ninho tucano, mas em condições completamente diferentes.

Quando foi expulso do partido pelo autointitulado Asa de Avião, Brandão havia deixado a legenda com mais de duas dezenas de prefeitos, um grupo forte e prestígio estadual, já que ocupa o cargo de vice-governador do Estado.

Três anos depois a realidade é completamente diferente. Com apenas quatro prefeitos, o partido se esfacelou no estado sob o comando de Roberto Rocha.

Ficou pequeno, do tamanho do senador, muito menor do que o Republicanos em número de prefeitos e deputados.

Por isso, a volta de Brandão ao ninho tucano pode ter sido um tiro no pé.

O tempo dirá.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.