Notas

Rapidinhas do sábado

Plano A

Flávio Dino mandou avisar por setores da imprensa alinhada ao Palácio dos Leões que vai cumprir o acordado na carta assinada por todos os partidos de sua base governista em julho. Os critérios estabelecidos por Dino para escolha do candidato ao governador a ser apoiado pelo Palácio dos Leões são: bom desempenho nas pesquisas qualitativas e qualitativas, adesão do colegiado de partidos, apoio de movimentos sociais, sindicais e da igreja e comprometimento com os programas iniciados pelo atual governo.

Frutos do mar

A ala petista que defendia o nome de Carlos Brandão para a sucessão de Dino parece ter desembarcado do projeto. Na manhã desta sexta-feira, o atual presidente do PT no Maranhão, Augusto Lobato, postou foto ao lado do secretário de Educação, Felipe Camarão. “No cardápio, Lula e Camarão”, afirmou.

Manda quem pode

Não faz muito tempo que Augusto Lobato posava enquadrado ao lado do vice-governador, tentando passar a ideia de que o PT estaria no palanque do tucano Brandão. A evidente predileção de Luís Inácio Lula da Silva pelo pedetista Weverton Rocha, demonstrada na passagem do ex-presidente pelo estado, fez a estratégia perder força.

Obedece quem tem juízo

Além de Lobato, outros petistas subordinados ao governador passaram a defender a tese de candidatura própria do PT. O jornalista Francisco Gonçalves, Cricrielle Muniz, adjunta da Governo, e o suplente Luís Henrique encabeçam o movimento, que não deve ir longe. Afinal, o partido estará no palanque que o diretório nacional definir.

Plano B

Em meio a toda essa confusão, há quem aposte que o verdadeiro plano de Flávio Dino é colocar Felipe Camarão como seu primeiro suplente. Com isso, as bases construídas até aqui pelo secretário de Educação seriam automaticamente transferidas para o todo-poderoso Márcio Jerry, atual titular da Secretaria de Cidades. A segunda suplente deve ser a educadora Joslene Rodrigues.

Comentários estão desativados

Este post é protegido por senha. Digite a senha para ver os comentários.