Dívida bilionária

Marcos Silva, do PCdoB, revela que Caema de Flávio Dino deve mais de R$ 1 bilhão

O líder sindicalista Marcos Silva, que também é servidor da Caema, revelou que a companhia tem uma dívida de mais de R$ 1 bilhão. Ele também comentou o desmonte no órgão que está sendo promovido pelo atual diretor, André dos Santos Paula.

Abaixo segue o relato de Marcos Silva: 

“Tenho 15 anos de CAEMA, nunca presenciei tanta incompetência e falta de lealdade para com a empresa como vejo hoje na atual gestão da CIA estadual de saneamento. Governador Flávio deve ter uma dívida muito grande com o André dos Santos Paula, pois esse senhor vem desmontando a empresa, atacando direitos dos trabalhadores, não respeita as normas internas e nem externas, exonera das funções aqueles que usam o direito democrático de questionar os desmandos com a coisa pública.

Governador Flávio Dino, da CAEMA dependem diariamente mais de 2,5 milhões de maranhenses no uso de água, mais de um milhão de pessoas que usam esgotamento sanitário. Além do mais, essa empresa emprega quase 2 mil maranhenses espalhados em 140 municípios.  

Flávio Dino, eu estou desconhecendo a sua inteligência e compromisso com o povo do Maranhão. Ficar refém de uma pessoa que não é do quadro permanente do serviço público nomeado em desacordo com a lei 13.303/2016, lei das estatais e os estatutos da CAEMA quem ambos os instrumentos legais vedam essa nomeação. É muito estranho essa postura do governador Flávio Dino. Que diabos de dívida o Flávio Dino tem com esse Cidadão André dos Santos Paula? Porque se ele fosse pelo menos um especialista em gestão, ou mostrasse capacidade de construção, mas o homem só destrói. 

Veja só, a CAEMA tem uma dívida pública em torno de 1 bilhão de reais, mas também possui créditos a receber de mais de 1,5 bilhão, ou seja, se a empresa recebesse os valores que ela tem no mercado poderia liquidar a sua dívida e ainda sobrava mais de meio bilhão para investimentos.

Até CNPJ da CAEMA foi suspenso por falta da capacidade de gestão de uma dívida pública.

Meu estimado companheiro Flávio Dino, acorde para essa situação, o tempo passa e os políticos ficam com a marca das suas ações na sociedade.

Destaco que a CAEMA cobra a menor tarifa de água do Estado do Maranhão, no valor de R$25,42 (vinte e cinco reais) para 10m³ (dez metros cúbicos de água).

Em defesa da CAEMA forte, eficiente, sustentável e com respeito a dignidade humana.

Uma gestão que tenha como centro a redução de perdas e revitalização e expansão dos serviços.

Marcos Silva, membro do Conselho de Administração da CAEMA representante dos trabalhadores.

Deixe um comentário