Desvio de recursos

Aliado de Flávio Dino e Clayton Noleto, Eduardo DP é alvo operação da PF

O empresário Eduardo José Barros, conhecido como Eduardo Imperador ou Eduardo DP, foi um dos alvos da operação da Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira, 20, que visava desarticular organizações criminosas que fraudavam licitações em Dom Pedro, Codó, Santo Antônio dos Lopes e Barreirinhas.

Eduardo DP é sócio da empresa Construservice, que manteve contratos com o governo do Maranhão de mais de R$ 100 milhões entre 2020 e 2022 para a execução de obras e serviços públicos. 

Nesta quarta-feira, ele foi um dos alvos da PF durante a Operação Odoacro, que objetivava combater fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro envolvendo verbas federais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo desta quarta-feira, 20, Eduardo DP é suspeito de comandar uma quadrilha responsável por crimes em mais de 40 municípios do Maranhão, pelo menos de 2009 a 2012, entre eles desvios de recursos federais do Ministério da Educação.

Ainda segundo o jornal, o Imperador é réu em ações nas Justiças Estadual e Federal que tratam dos supostos desvios e atos de corrupção e chegou a ser preso nas ações policiais relacionadas a esses casos.

Eduardo DP é um dos aliados do ex-governador e pré-candidato ao Senado, Flávio Dino (PSB), e também do ex-secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, que disputa uma vaga na Câmara Federal este ano. 

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: