Tentativa frustrada

Eduardo DP tenta escapar de Pedrinhas, mas não consegue

Preso desde a quarta-feira, 20, o empresário-agiota Eduardo José Costa Barros, o Eduardo DP ou Imperador, bem que tentou sair do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mas não conseguiu. O juiz federal Luiz Régis Bomfim Filho negou nessa quinta-feira, 21, um pedido de soltura impetrado por seus advogados. 

A defesa de Eduardo DP alegou que a prisão do seu cliente foi ilegal e desnecessária, justificativa que não foi acatada pela Justiça.  

Dono da empresa Construservice Empreendimentos e Construções Ltda, Eduardo DP tinha relações próximas com os comunistas do Palácio dos Leões. Chegou a faturar mais de meio bilhão de reais por meio de contratos firmados com as secretarias de Infraestrutura e Cidades, entre 2018 e 2022, à época comandadas pelos comunistas Clayton Noleto e Márcio Jerry. 

Após a prisão do “Imperador”, a Polícia Federal apreendeu em sua residência cerca de R$ 1,3 milhão em espécie, além de vários produtos de luxo.

Ao que tudo indica, Eduardo DP continuará usando por mais algum tempo o uniforme laranja de Pedrinhas que, a essa altura, ele já deve estar familiarizado. 

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: