Despreparo

Brandão despeja despreparo em sabatina da Mirante

O governador-tampão Carlos Brandão (PSB) deu um show de despreparo durante a sua participação na sabatina do portal Imirante nesta segunda-feira, 15. Sem ao menos saber que estava ao vivo, como ficou nítido logo no início da sua primeira fala, Brandão deu respostas evasivas a praticamente todos os questionamentos. 

O que mais se sobressaiu foi como ele se referiu às comunidades indígenas e quilombolas do estado. Para Brandão, esses povos estão “atrasados” e o governo está levando “progresso” para eles, visão clássica da elite latifundiária, mas que ainda norteia as ações do político colinense, que tem fortes raízes no coronelismo retrógrado.

Ao responder sobre as ações em benefício dos povos quilombolas, o governador-tampão disse que “a gente tem que conviver com eles” e eles são “seres humanos como a gente”, posicionamento que denota um desconhecimento e distanciamento em relação às comunidades tradicionais.  

Em relação aos povos indígenas, Brandão deixou claro que está preocupado em levar “cidadania” para esses indivíduos.

“Estive recentemente em uma grande ação no município de Itaipava onde nos levamos cidadania, identidade para os índios. Muitos deles não tinham nem identidade”, disparou Brandão.

Durante a entrevista, Brandão não apresentou sequer um projeto estruturante para o estado, nem ao menos uma proposta para melhorar a qualidade de vida dos maranhenses que hoje sofrem com a pobreza e a fome.

E oportunidades não faltaram para ele explicar o fracasso que foi a sua gestão e a do ex-governador Flávio Dino no que diz respeito aos índices econômicos e sociais do Maranhão.  

Ao final da entrevista, ficou claro que nem mesmo toda a ajuda da equipe de marketing será responsável por evitar que Brandão afunde a própria candidatura. 

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: