Derrotado

Desespero: Brandão perde três ações na Justiça contra Weverton

Mesmo com a utilização de toda a máquina pública do governo do estado e com a pressão e intimidação sobre os prefeitos, o desespero tem tirado o sono de Carlos Brandão a ponto dele tentar, na Justiça, impedir o avanço de Weverton Rocha por todo o Maranhão.

Já são pelo menos três ações que Brandão perdeu só nos últimos dias, relacionadas a eventos de pré-campanha nos municípios de Cajari, Coroatá e Zé Doca. Brandão tentou enganar a Justiça criando factoides, como a distribuição de material de propaganda e camisas, carreatas, comícios e propaganda antecipada. Em todos os casos, a Justiça disse estar tudo certo.

No caso de Cajari, ficou claro que Carlos Brandão tentou ludibriar a Justiça, entrando com ação até contra o candidato a vice de Weverton Rocha que sequer estava no local. “E, em relação ao representado HÉLIO OLIVEIRA SOARES, me alinho à douta PRE (Procuradora Regional Eleitoral), pois, como bem assentou, não restou comprovado nos documentos que acompanham a inicial sequer a sua participação no evento eleitoral”, diz a sentença do juiz Luis Fernando Xavier Guilhon Filho.

Já a juíza Joseane de Jesus Corrêa Bezerra, em relação à ação estapafúrdia de Carlos Brandão contra Weverton Rocha nos municípios de Graça Aranha, Matões, Coroatá e Cururupu, deixou claro que “na verdade, as mensagens nos vídeos acostados aos autos evidenciam tão somente menção expressa à candidatura, com enaltecimento de pré-candidato, insuficiente para configurar propaganda eleitoral extemporânea, porquanto as mensagens e jingle ali divulgados não contêm pedido explícito de voto”.

No caso de Zé Doca, em mais uma tentativa de Carlos Brandão enganar a Justiça, o governador pede que Weverton Rocha deixe de reunir pessoas em locais abertos e de distribuir material de propaganda, o que nunca aconteceu, segundo a decisão judicial. “Não houve violação da igualdade de oportunidades entre os competidores eleitorais, uma vez que faz parte das regras do jogo democrático para que os eleitores conheçam e comparem os candidatos para decidirem quem merece seu voto”, disse a decisão judicial.

Como se vê, o governador tenta, a todo custo, usar o poder da máquina estadual e impedir que Weverton faça sua campanha, inclusive criando factoides para tentar enganar a Justiça. Por que esse desespero todo de Brandão e companhia?

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: