pesquisas tabajara

Econométrica e DataIlha seguem enredo do Palácio dos Leões

Seguindo o script estabelecido pela estratégia do Palácio dos Leões, os controversos institutos Econométrica e DataIlha trabalham com o objetivo de insuflar a candidatura de Carlos Brandão ao Governo do Maranhão.

Fundado pelo ex-presidente da EMSERH, Marcos Grande, o DataIlha nem esconde mais a predileção por Brandão. Aliás, se dependesse das pesquisas do instituto da cota do PCdoB, Rubens Pereira Junior seria eleito prefeito de São Luís em 2020.

Os cenários do levantamento “contratado” pela Band do Maranhão, na segunda-feira, destoam da lógica, das regras estatísticas e do bom senso. Talvez o Data Ilha seja o primeiro a apontar a vitória de Brandão no primeiro turno. E olha que o governador não quis saber de Grande na Secretaria de Saúde, como queriam Flávio Dino e Carlos Lula.

Já a Econométrica, alcunhada de “Enganométrica” por chefões do comunismo, é a nova Geni governista. “Não vale uma nota de três reais”, como diria o deputado federal Márcio Jerry, mas virou a predileta de blogueiros porta-vozes e jornais com restos a pagar, forjando “pesquisas tabajara” com o claro objetivo de influenciar na decisão do eleitorado maranhense.

Como diria Jerry em um passado recente: “pensam que a gente é besta!”.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: