Cortes

Se eleito, Simplício diz que renunciará a regalias e privilégios

Candidato ao governo pelo Solidariedade, Simplício Araújo afirmou que, se eleito, renunciará ao que chamou de regalias e privilégios inerentes ao cargo de governador. 

“Eleito governador, não usarei palácio como morada, não empregarei parentes, reduzirei para 14 as secretarias estaduais, no máximo. Rediscutirei  a alocação de recursos, na primeira oportunidade, para potencialização da Educação, Saúde e Segurança, atividades fim do estado”, disse o ex-secretário de Indústria e Comércio, que já chegou a criticar o uso de comitês políticos em áreas nobres e com o metro quadrado mais caro de São Luís. 

Em seus posicionamentos, Simplício aposta no enxugamento da máquina pública, aliado com a geração de emprego, renda, desenvolvimento e justiça social.

Outra medida defendida por ele é o programa Cartão Alimentação e Transporte Maranhão que, segundo ele, podem dinamizar a política de restaurantes populares e do sistema de transporte público.

“O Cartão Alimentação e Transporte do Maranhão substituirão o programa restaurante popular, levando comida na mesa dos mais pobres, vendas para lanchonetes e restaurantes, usando produção local nas refeições que podem também ser adquiridas e levadas para consumo nas residências”, disse.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: