Baixo desempenho

Gestão Flávio Dino/Carlos Brandão deixou o Maranhão nas últimas posições no IDEB

Desde que assumiram o governo do estado em 2015, Flávio Dino e Carlos Brandão mantiveram o Maranhão com as piores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação (IDEB). A dupla foi eleita com a promessa de revolucionar a educação do estado, mas deixou o Maranhão do mesmo jeito que encontrou: no vergonhoso último lugar em aprendizado.

Em nenhum ano da divulgação do IDEB o Maranhão saiu do último lugar ao longo dos oito anos de gestão da dupla e do secretário de Felipe Camarão, que eles teimam em dizer que é o melhor secretário de educação do mundo.

Os dados comprovam a reprovação do Maranhão em Português e Matemática durante o governo de Flávio, Brandão e Camarão. O IDEB é divulgado a cada dois anos, e as notas abaixo são a média em Português e Matemática, as duas matérias avaliadas pelo índice.

2015 – 182,68 – Último lugar

2017 – 186,32 – Último lugar

2019 – 191,41 – Último lugar

2021 – 185,57 – Penúltimo lugar

No IDEB 2021, Sergipe foi um pouco pior apenas em Português, mas ganhou em Matemática, mesmo com um Produto Interno Bruto (PIB) sendo metade do PIB maranhense, o que limita muito sua capacidade de investimento.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: