Compra de votos

Jota Pinto diz que não tem relação com suposta compra de votos

O deputado estadual Jota Pinto (Podemos) se pronunciou na manhã desta quinta-feira, 29, sobre uma suposta tentativa de compra de votos em seu nome e disse que não tem relação com o caso. 

Na quarta-feira, 28, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma pick-up S10 transportando R$ 24 mil em dinheiro vivo e santinhos dos candidatos Carlos Brandão, Jota Pinto e dos irmãos deputados Ariston e Gonçalo, irmão do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (veja aqui).

Por meio de nota nas redes sociais, a assessoria de Jota Pinto informou que soube do fato por meio da imprensa e que desconhece os responsáveis pela prática.

“Desconhecemos tal fato, bem como não usamos de tal prática ilegal. Mais ainda, jamais autorizamos que qualquer pessoa o faça em seu nome. No mais, nos colocamos à inteira disposição da imprensa, do poder Judiciário e dos seus órgãos para qualquer esclarecimento”, disse.

Dinheiro apreendido pela PRF seria usado supostamente para compra de votos

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: