Gratuidade para todos

Weverton barra abuso de poder político de Brandão e pede expansão na gratuidade do transporte

Candidato ao governo do Maranhão, Weverton Rocha (PDT) entrou com um pedido nessa quinta-feira, 29, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), para barrar um abuso de poder político que estava sendo cometido por Carlos Brandão (PSB).

Pelas redes sociais, o governador-tampão anunciou a gratuidade nas linhas de ônibus que integram o transporte semiurbano na Região Metropolitana de São Luís no domingo, 2, dia das eleições. No entanto, esse “benefício” restringe-se apenas à Grande Ilha, e o passageiro deve apresentar o título de eleitor para conseguir a passagem grátis (veja aqui). 

Em Imperatriz e outras cidades vizinhas da Região Tocantina, onde o governo estadual, por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB), também é responsável pelas linhas de ônibus, os eleitores não tiveram o mesmo benefício.

Na solicitação feita ao TRE, Weverton pede que a gratuidade no transporte seja expandida a todos os eleitores do estado, garantindo assim um tratamento isonômico. 

“Não se justifica qualquer discriminação entre cidadãos/eleitores do nosso Estado, e se há disponibilização autorizada de gratuidade nas linhas semiurbanas aos eleitores da Região Metropolitana de São Luís, não há motivo para que não haja também aos demais eleitores do Estado, sobretudo os da Região Metropolitana de Imperatriz, que engloba além de Imperatriz, as cidades de Amarante, Davinópolis, João Lisboa e Governador Edison Lobão todas ligadas a Imperatriz pela utilização de transporte de caráter semiurbano, ou seja, dentro daquela região metropolitana”, disse Weverton no documento encaminhado à Corte. 

Ainda na solicitação, o Weverton pediu que a gratuidade seja condicionada não apenas à apresentação do título de eleitor, mas por meio de qualquer documento oficial com foto que habilite o eleitor a votar.

 

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: