Paralisação

Por falta de pagamento, médicos contratados pelo governo suspendem parcialmente as atividades

Médicos contratados pelo governo do estado suspendem parcialmente as atividades nas unidades de saúde nesta quinta-feira, 28, por causa do atraso em mais de 90 dias no pagamento dos salários.

Na UPA do Maiobão, na Regão Metropolitana de São Luís, os profissionais decidiram atender apenas os casos graves que chegam à unidade. A situação é a mesma nas outras UPAs e unidades de saúde do governo. 

O problema já havia sido denunciado pelo médico Érico Cantanhede, ex-diretor do Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I) (veja aqui). 

No dia do servidor público, o atraso em mais de 90 dias no pagamento dos salários mostra que o governo do estado não valoriza a categoria como deveria.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: