Desvio de recursos

Cidades maranhenses registram mais atendimentos pós-covid do que casos da doença

Reportagem do site Uol desta quinta-feira, 24, mostrou que as cidades de Chapadinha, Pedreiras e Coelho Neto receberam mais verbas federais para atendimentos pós-covid do que casos efetivos da doença. 

De acordo com o levantamento, Chapadinha registrou 9.103 casos de Covid-19 entre janeiro e agosto deste ano, mas informou ter feito 207.969 atendimentos para tratar das sequelas do coronavírus.  

Pedreiras aparece em segundo lugar com o registro de 6.701 casos de Covid-19 e 138.337 atendimentos pós-doença. Já Coelho Neto informou ter registrado 2.286 casos de covid, mas contabilizou 91.140 atendimentos para tratar das sequelas. 

A situação faz com que Pedreiras e outras 18 cidades do interior do Maranhão, uma região que registrou apenas 0,14% dos 34 milhões de casos de covid da pandemia, totalizem 1,1 milhão de atendimentos pós-covid no ano, enquanto todo o resto do Brasil notificou 200 mil terapias.

O Ministério Público Federal investiga o escândalo em 33 municípios do Maranhão por suspeita nesses repasses. A Justiça já bloqueou dinheiro da Prefeitura de Mata Roma por suspeitas de irregularidades.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: