MARTELO BATIDO

Coaf ficará sob responsabilidade do Ministério da Fazenda

Disputado pelos futuros ministros da Fazenda e da Justiça durante a transição governamental, Fernando Haddad (PT) levou a melhor sobre Flávio Dino (PSB) e terá o Conselho de Controle de Atividades Financeiras sob sua alçada.

Atualmente, o Coaf, que é responsável por fiscalizar transações financeiras e evitar lavagem de dinheiro e ocultação de bens, está subordinado ao Banco Central.

Vinculado à extinta pasta até o governo de Michel Temer, o conselho passou para o guarda-chuva do Ministério da Justiça tão logo Sérgio Moro aceitou o convite de Jair Bolsonaro (PL) para a pasta.

Em uma ofensiva contra o ex-juiz, contudo, o Congresso Nacional devolveu o Coaf ao Ministério da Economia (que sucedeu a Fazenda) e depois, transferiu-o para o Banco Central.

Com a recriação do Ministério da Fazenda sob Lula, o presidente eleito decidiu devolver o conselho às origens, segundo o jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: