FESTIVAL DE ABOBRINHAS

Dino se embanana e compara clubes de tiro a comércio de frutas

Em entrevista a O Globo, o futuro ministro da Justiça do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Flávio Dino (PSB), voltou a defender maior regulação e fiscalização dos clubes de tiro espalhados pelo país.

O setor viu crescimento e flexibilização de regras durante os quatro anos de Jair Bolsonaro (PL) na Presidência da República.

Ao tentar fazer um comparativo entre atividades completamente distintas, no entanto, o ex-governador deu uma “escorregada” digna dos melhores discursos de Dilma Rousseff:

“É preciso que haja regulação. Um clube de tiro tem que ter fiscalização, porque é uma atividade de altíssimo risco. Uma coisa é a regulação sanitária de alguém que vende fruta, que é feita para que o produto não chegue estragado à população. Há também regulação para farmácias. Os clubes de tiro têm que ser regulados, com uma regulação firme e clara: fixar horários, cadastro público de quem frequenta, colocar fim ao funcionamento 24 horas, porque isso não faz sentido e é perigoso para a sociedade”, disse Dino, ao falar tudo sem dizer absolutamente nada.

Comentários estão desativados

Uma resposta para “Dino se embanana e compara clubes de tiro a comércio de frutas”

  1. Carlos Cosme disse:

    Mirandão, essa tua dor de cotovelo não passa. D
    Dino será o melhor ministro da justiça do mundo.
    Vai ganhar o prêmio nobel.

%d blogueiros gostam disto: