notas

Rapidinhas da quinta-feira

Navalhada

José Reinaldo Tavares é um dos mentores da candidatura de Iracema Vale (PSB) à presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão. Conselheiro de Carlos Brandão (PSB), o ex-governador convenceu o atual a tratar a disputa pelo comando do Palácio Manuel Beckman como uma antecipação do pleito de 2026, quando estarão em jogo duas cadeiras no Senado Federal.

Primeiro tempo

No primeiro dia da corrida pelo comando da Assembleia, o atual presidente da Casa, Othelino Neto (PCdoB), recebeu declarações de voto de oito deputados estaduais. Outros quatro parlamentares governistas declararam apoio à ex-prefeita de Urbano Santos.

Segundo tempo

Mical Damasceno (PSD), Rildo Amaral (PP), Rodrigo Lago (PCdoB), Yglésio (PSB), Wellington do Curso (PSC), Ricardo Rios (PSB), Claudia Coutinho (PDT) e Janaina Ramos (Republicanos) fizeram declarações públicas de apoio a Othelino. Os governistas Antonio Pereira (PSB), Claudio Cunha (PL), Florêncio Neto (PSB) e Rafael Leitoa (PSB) dizem votar em Iracema.

Nazaré Tedesco

Esposa do prefeito Rigo Teles, a deputada estadual Abigail Cunha, do PL, afirmou que só vota em Iracema “se este for o nome de consenso” do grupo liderado pelo governador Carlos Brandão. Como a base governista está dividida, ninguém entendeu o que a primeira-dama de Barra do Corda quis dizer.

Ruptura

Com Flávio Dino (PSB) e Brandão de lados opostos, há quem aposte na primeira grande crise dentro do grupo que comanda o Palácio dos Leões. O senador eleito cobra, com razão, compromissos de campanha ao defender a reeleição do atual presidente da Assembleia, já Brandão, a família e aliados de Colinas veem grande concentração de poder em torno dos interesses do ex-governador comunista.

Aperto da sucuri

Dino será anunciado Ministro da Justiça pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na manhã desta sexta-feira (09). A ascensão do ex-governador ao Palácio da Justiça promove a suplente Ana Paula Lobato à condição de senadora da República a partir de fevereiro que vem, ao lado de Eliziane Gama (Cidadania) e de Weverton Rocha (PDT).

Dissenso

Também eleito senador, o ex-governador do Piauí, Wellington Dias (PT), revelou à CNN, na tarde desta quinta-feira (08), que separar a Justiça da Segurança Pública é uma demanda do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Nas asas da transição

O senador Roberto Rocha, do PTB, votou a favor da PEC da Transição aprovada no Senado Federal na noite de ontem. O projeto permite que o futuro governo amplie o teto de gastos em R$ 145 bilhões por dois anos para bancar as parcelas de R$ 600 do Bolsa Família, com adicional de R$ 150 por criança abaixo de seis anos.



Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: