notas

Rapidinhas do sábado

Cardeal-sobrinho

Daniel Itapaty Brandão, o “rapaz careca” relacionado à execução de João Bosco, é o candidato do clã Brandão para ocupar a cadeira de Edimar Cutrim no Tribunal de Contas do Maranhão. O tio, governador reeleito Carlos Brandão faz campanha dentro do Palácio dos Leões, operando para que o filho de José Henrique Barbosa Brandão não encontre resistência junto aos deputados estaduais eleitos para a próxima legislatura.

Retrato 

O senador eleito Flávio Dino e Carlos Brandão participam, na tarde deste sábado (17), em São Luís, do evento de diplomação promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Será a primeira aparição pública dos dois desde o anúncio de Dino para o Ministério da Justiça do governo Lula. 

Queda de braço

O ex-governador insiste na reeleição de Othelino Neto (PCdoB) para o comando da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão. O atual mandatário está em campanha aberta pela ex-prefeita Iracema Vale, de Urbano Santos, que saiu das urnas como a deputada estadual mais votada do Maranhão.

Operacional

Iracema tem fortes relações políticas com o deputado federal Aluísio Mendes, ex-secretário de Segurança dos governos de Roseana Sarney e atual presidente do Republicanos no Maranhão. 

Combinado não sai caro

Dino orientou Othelino a seguir adiante com a candidatura à presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão à véspera de importantes discussões relacionadas ao orçamento estadual e sobre recomposição do ICMS perdido neste ano. Ambos os debates interferem diretamente no caixa do governo Brandão para 2023. 

Revés

O Arquivo Nacional, atualmente debaixo do guarda chuva do Ministério da Justiça, pode ser incorporado ao Ministério do Planejamento. Dino também deve ceder a Fundação Nacional do Índio para o Ministério dos Povos Originários. 

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: