APAGÃO

Bolsonaristas maranhenses desativam redes sociais

Alguns defensores fervorosos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no Maranhão desativaram suas redes sociais, após os acontecimentos do início da semana.

Quem tenta acessar os perfis da empresária Flávia Berthier, por exemplo, se depara com a mensagem padrão de que “Esta página não está disponível. O link em que você clicou pode não estar funcionando, ou a página pode ter sido removida”.

No dia em que se registraram as cenas de vandalismo generalizado em Brasília, Flávia estava bem ativa nas redes sociais, compartilhando fotos, vídeos e mensagens insuflando os atos que ali se praticavam.

Outros simpatizantes do ex-presidente tiveram atitude semelhante naquele 8 de janeiro e após, desativando suas redes sociais.

Comentários estão desativados

Uma resposta para “Bolsonaristas maranhenses desativam redes sociais”

  1. Flavia Berthier disse:

    Nunca aprovei vandalismo ou depredação, a direita tem um padrão de comportamento, já participei de inúmeras manifestações no Maranhão, todas de maneira ordeira e pacíficas, sempre com a anuência dos órgãos competentes, trazer para os conservadores essa pecha generalizada, so mostra seu despreparo e falta de zelo com o bom jornalismo, nunca aprovei o errado, se alguem cometeu algum crime, que seja punido individualmente por seus atos, essa tentativa de querer manchar e nivelar a todos pelos infiltrados não cola, depredação e quebradeira são atos de esquerdistas, passamos 60 dias na Praça do quartel, durante esse tempo ate a limpeza do local era diariamente feita pelos patriotas, sem falar na alimentação (+300/dia) para pessoas em situação de rua e da comunidade local, no mais noticie fatos, suposições e fakenews nao te acresenta em nada.

%d blogueiros gostam disto: