EMPODERADO

Dino assume ministério prometendo punição a assassinos de Marielle Franco

Na tarde desta segunda-feira (2/1), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB), tomou posse de seu cargo.

O governador Carlos Brandão (PSB), a senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) e o procurador-geral de Justiça do estado, Eduardo Nicolau, estiveram presentes à cerimônia, que contou também com a presença da ministra do STF, Rosa Weber e outras autoridades.

Em discurso recheado de bravatas e piadinhas, Dino elencou uma série de metas para sua gestão à frente da pasta, como a redução de diversos indicadores de violência.

Dirigindo sua fala à ministra de Igualdade Racial, Anielle Franco, irmã da vereadora carioca assassinada Marielle Franco, o ministro declarou que “é uma questão de honra do Estado Brasileiro empreender todos os esforços possíveis e cabíveis, e a Polícia Federal assim atuará, para que esse crime seja desvendado e punido definitivamente”.

Marielle Franco foi morta em 14 de março de 2018 em um atentado a tiros ao carro em que era transportada, na região central do Rio. O motorista de Marielle, Anderson Gomes, também morreu no ataque. O crime, até hoje, nunca foi totalmente esclarecido.

Questões relativas à área ambiental e garantia de respeito ao Poder Judiciário também compuseram a primeira fala de Dino como ministro.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: