INTERVENÇÃO FEDERAL

Sem experiência em Segurança Pública, Cappelli vira interventor do DF

Após os atos de vandalismo que tomaram conta de Brasília neste domingo (08/01), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou um decreto de intervenção federal na Segurança Pública do Distrito Federal.

Para o cargo de interventor, foi nomeado Ricardo Garcia Cappelli.

Ricardo Cappelli foi secretário de Comunicação nas gestões de Flávio Dino e Carlos Brandão, ocupando a Secom até dezembro do ano passado, quando deixou o posto para se tornar secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, sob comando de Dino.

Citando “grave comprometimento a ordem pública”, o texto do decreto presidencial cita como objetivo da intervenção pôr termo aos atos, marcados pela violência e invasão de termos públicos.

Cappelli não tem experiência prévia no setor de segurança pública, fato que já não foi levado em consideração quando de sua indicação ao posto de “número 2” do MJSP.

Segundo o decreto, ele ficará subordinado diretamente ao Presidente da República.

A intervenção, assinada por Lula, é válida até o dia 31 de janeiro.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: