Dino: ‘Há um estranho discurso contra Estados e municípios’ - Marrapá

Destaque

Dino: ‘Há um estranho discurso contra Estados e municípios’

O governador do Maranhão, Flávio Dino, reclamou do acirramento de alguns discursos que parecem querer vilanizar Estados e Municípios no combate ao coronavírus.

“Há um estranho discurso contra Estados e Municípios. Lembro que são os entes subnacionais que mantêm serviços essenciais, tais como saúde, segurança, penitenciárias, educação, limpeza pública, asfalto etc. Portanto, perseguir Estados e Municípios significa atacar o Brasil”, afirma o governador.

2 Comnetários

  1. Governador, quero crer que sua atitude é pautada na ignorancia e nao na pura maldade. Nos explique como uma pessoa pode ser contaminada mantendo 2m de distancia de outra, numa caminhada na praia?
    Se a preocupacao é pela saude do povo…porque nao educa os pobres velhinhos nas filas de banco pra manter a distancia correta, fornecendo mascaras para os mesmos, por que nao supri todo o pessoal da area de saude que esta trabalhando na linha de frente sem os Epi’s basicos? Por que em vez de diminuir o transporte urbano, causando uma grande aglomeracao de pessoas dentro dos mesmos, nao aumenta, contratando vas e onibus particulares para garantir o transporte das pessoas que precisam trabalhar, em seguranca.
    Voce estao todos unidos para derrubar o governo federal…isso o povo INTELIGENTE, ja percebeu. Mas tenha compaixao e usem seus poderes para, de fato, ajudar o proximo!!!

  2. Cristiano Ferreira, o que está pautado na ignorância são esses seus argumentos. Cara, e você ainda se considera INTELIGENTE? Pois eu prefiro ser um ignorante e contribuir para evitar a sobrecarga hospitalar e ainda salvar vidas, até mesmo a sua, ou a de seus pais e avós (se ainda você tiver o privilégio de tê-los ao seu lado), ou ainda a de seus filhos (se você já tiver sido agraciado por Deus com esses presentes). Por favor, pare de falar asneiras, principalmente quando seus ataques ao governador só tiverem o intuito de defender um presidente que não está nem um pouco incomodado se algumas pessoas morrerem, por serem idosos ou pessoas com comorbidades. Não queira ser “castigado”, por favor. Deus te proteja, amigo.

Comments are closed.