Desordem

Chuva, tumulto e abuso de poder político e econômico marcam convenção de Brandão

Chuva, desorganização e tumulto marcaram a convenção que oficializou a candidatura de Carlos Brandão ao governo do estado e a do ex-secretário de Educação, Felipe Camarão, como vice. 

Minutos antes de iniciar o ato político, os comunossocialistas foram surpreendidos com uma decisão da Justiça Eleitoral que restringiu o acesso da população às dependências do Parque João Paulo II, local da realização do evento (veja aqui). 

Como se não bastasse, a convenção também foi marcada pelo abuso de poder político e econômico. Isso porque até mesmo ônibus escolares foram utilizados para transportar público ao Aterro do Bacanga, além de servidores sendo coagidos a se fazerem presentes no ato.

Nem mesmo os grupos de bumba boi contratados com o dinheiro público pelo vereador secretário de Cultura Paulo Victor para se apresentarem no local (veja aqui) impediram a convenção de ser um fiasco.  

Deixe um comentário