Afastamento

Um mês após presenciar assassinato, Beto Castro anuncia afastamento da Câmara

O vereador Beto Castro (Avante) anunciou na manhã desta segunda-feira, 19, o afastamento da Câmara Municipal de São Luís. Em seu lugar, assumirá o suplente Manoel Filho a partir do dia 26 de setembro. 

Beto Castro justificou a saída informando que dará oportunidade a mais um suplente exercer o mandato. O parlamentar disse que se dedicará à campanha de reeleição do governador Carlos Brandão (PSB). 

“Vou cuidar um pouco da vida e da campanha dos meu candidato ao governo, Carlos Brandão, que trabalharemos para vencer no primeiro turno, e dos deputados que apoio”, afirmou.

Beto Castro se licencia exatamente um mês após presenciar o assassinato do empresário João Bosco Oliveira Sobrinho, que aconteceu no dia 19 de agosto em frente ao Edifício Tech Office, na Ponta do Farol, em São Luís. 

Bosco é apontado como um cobrador de Beto Castro. Gibson César Soares Cutrim, assassino confesso, contou à polícia que cometeu o crime após ter sido pressionado por João Bosco a pagar ao vereador 50% do valor de um contrato firmado entre a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e uma empresa de vigilância. O valor total do contrato era de mais de R$ 778 mil.

Também na cena do crime, momento antes do assassinato, aparece Daniel Itapary Brandão, sobrinho do governador Carlos Brandão e atualmente licenciado da Secretaria de Estado de Monitoramento de Ações Governamentais. 

Deixe um comentário