crise

A pão e peixe, base de Brandão na Câmara de São Luís ameaça desertar

Vereadores de São Luís já demonstram decepção com os 40 primeiros dias do governo de Carlos Brandão (PSB).

Alguns já ameaçam desertar – declarar apoio a outros pré-candidatos na disputa pelo Palácio dos Leões – diante do não cumprimento de acordos feitos pelo tampão deixado por Flávio Dino (PSB).

O Marrapá conversou com sete apoiadores da reeleição de Brandão nesta terça-feira (10). A maioria reclama da falta de espaços na máquina estadual. Outros, enciumados com a estrutura oferecida ao vereador licenciado Paulo Victor (PCdoB), titular da milionária Secretaria de Cultura do Estado, ironizam afirmando que são tratados “a pão e peixe”, em referência aos peixes entregues pelo governo para serem distribuídos por aliados durante a Semana Santa.

As queixas partem, inclusive, de parlamentares umbilicalmente ligados à chapa leonina de reeleição, confirmando que Brandão enfrenta dificuldades para entregar tudo o que prometeu à classe política na jornada para inviabilizar a pré-candidatura do pedetista Weverton Rocha (PDT) ao governo.

Deixe um comentário