Notícia

Bolsonaro ataca Flávio Dino, que reage: “deveria fazer algo de útil e não passear de jet ski”

Perdido em meio à pandemia do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro parte para o ataque a governadores. Neste domingo, o alvo foi Flávio Dino.

“’Documento e declaração de que vai trabalhar’… Se não tem desce. Assim o povo está sendo tratado e governado pelo PCdoB/MA e situações semelhantes em mais estados. O chefe de família deve ficar em casa passando fome com sua família. Milhões já sentem como é viver na Venezuela”, tuitou o presidente, criticando as ações de lockdown em São Luís.

Flávio Dino reagiu: “Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo. E finge estar preocupado com o desemprego. Deveria então fazer algo de útil e não ficar passeando de jet ski para ‘comemorar’ 10.000 mortos”.

O mais engraçado é Bolsonaro falar de Venezuela, ditadura e similares, sendo que ele próprio participa de atos pró AI-5 e contra o STF e o Congresso.

O presidente perdeu a chance de ficar calado.

Comentários estão desativados

2 respostas para “Bolsonaro ataca Flávio Dino, que reage: “deveria fazer algo de útil e não passear de jet ski””

  1. Daniel disse:

    Essa “porca de maiô”, ou “papada de porco é engraçada mesmo. Quer dizer que ela, digo ele passa o tempo todo agredindo o tal do Bolsonaro(que é o presidente da república e, querendo ou não deveria merecer um tratamento respeitoso de seu cargo pelos governadores) e ai quando o mesmo vai e resolve responder a altura, me chega o Flávio Dino com essa palhaçada: “Bolsonaro inicia o domingo me agredindo e tentando sabotar medidas sanitárias determinadas pelo Judiciário e executadas pelo Governo.”. No mínimo um certo cinismo e cara de pau, não é mesmo governador? Aprenda a escutar as respostas, principalmente daqueles que vossa excelência tanto ataca. Trata-se de uma reciprocidade, ok?
    Por fim, se o Bolsonaro está esquiando, correndo, ou sabe lá Deus fazendo o que, isso é problema dele e não teu. Pelo que eu vi; a parte dele está sendo feita: destinou uns R$ 700 bilhões de reais para o combate ao covid-19. Apenas para o Maranhão foi uma dinheirama(arrisco a dizer que foi mais de R$ 500 milhões ou mais). O teu problema, governador é cuidar do caos sanitário em que o nosso estado se encontra e, com os indices a cada dia que passa piorando. Tome tenência e jeito de homem, ok? Essa útima frase serve também a você, blogueiro Leandro Miranda!

  2. bloguedamalu disse:

    Minha opinião é que o Senhor Daniel não entende nada de nada e, por isso, ataca quem não deveria atacar, defendendo quem não deveria defender. Deixo claro que sou do Sul, não sou maranhense. Mas admiro a luta do Maranhão nesta terrível epidemia. E o dinheiro a quem esse senhor se refere não é dádiva de ninguém : resulta de uma luta da Oposição no Congresso, senão, seria uma merreca. Por outro lado, quem deveria apoiar os Governadores só faz é combatê-los, confundir tudo – até seus Miinistros da Saúde -, jogar toda a população brasileira num poço sem fundo. E, sim, essa pessoa que há algum tempo RESIDE na Presidência do País, DEVERIA pelo menos se compadecer da população, em vez de se pavonear para cá e para lá; deveria perceber QUE significa dirigir um país de mais de duzentos milhões de habitantes e, mesmo sem epidemia, cheio de problemas, em vez de ir distribuir vírus nas águas do Paranoá. Tome tenência o Senhor Daniel, que não sabe nem mesmo que vem a ser respeito! Flávio DIno tem tido até muita paciência com esses tais que não cessam de atormentá-lo. Felizmente, se dedica às suas tarefas, em vez de perder tempo com picuinhas. É isso “tomar tenência”, Seu Daniel. Tenha suas posições políticas, mas não as confunda com o interesse coletivo. Agora, se quer morrer com a Covid 19, tem todo o direito; mas não tem direito de arrastar outros no seu desejo de morrer, ora essa! *