Notícia

Governo Bolsonaro prepara campanha publicitária para pregar abstinência sexual

A política pública de abstinência sexual, em que pese a falta de evidência científica que a sustente, pode ser o objeto de uma campanha publicitária do Ministério da Família e dos Direitos Humanos.

As peças publicitárias, que seriam veiculadas já em fevereiro, tentariam aproveitar a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, nos primeiros dias de fevereiro, para estimular a “conscientização das consequências” de uma relação sexual na adolescência.

A ação deve ser executada em conjunto com o Ministério da Saúde.

Ou seja: além das tradicionais campanhas que antecedem o Carnaval estimulando o uso de camisinha, agora o governo parece querer convencer alguns foliões também a… não transar.

Em nota, o Ministério da Família e dos Direitos Humanos afirmou que o mote da campanha ainda não está definido, uma vez que sua realização está em estudo. De qualquer maneira, segundo o ministério, não será abandonada a ação que estimula o uso de preservativos no período de Carnaval.

Da coluna doGuilherme Amado, na Época

Comentários estão desativados

Uma resposta para “Governo Bolsonaro prepara campanha publicitária para pregar abstinência sexual”

  1. alexsandro disse:

    Se as suas filhas são adolescentes e solteiras, é melhor vc concordar com o Bolsonaro.