manipulação

Justiça Eleitoral suspende propaganda enganosa que aponta Lahésio Bonfim no segundo turno

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão suspendeu, na tarde de ontem (sexta-feira,16), propaganda irregular em que Lahésio Bonfim (PSC), candidato a governador pelo PSC, diz estar no segundo turno das eleições estaduais.

A decisão é do juiz Ronaldo Desterro, que atendeu representação da coligação Um Maranhão Melhor para Todos (PSD-PRTB), do candidato Edivaldo Holanda Junior – ex-prefeito de São Luís. A ação foi ajuizada pelo advogado Marcos Braid.

Na propaganda irregular, veiculada em emissoras de rádio e televisão de todo o Maranhão, Lahésio Bonfim aparece em segundo lugar em pesquisa do Instituto Econométrica/OImparcial na disputa para governo, com vaga garantida no segundo turno do pleito eleitoral.

Ocorre que o cenário mostrado pela propaganda do candidato é enganoso, o que levou a Justiça Eleitoral a determinar a imediata suspensão da peça de campanha, além de fixar multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento.

Em seu despacho, Ronaldo Desterro justificou a decisão alegando que a informação de que Lahésio Bonfim “seria candidato participante do segundo turno das eleições não condiz com os dados divulgados na pesquisa, a causar no eleitor uma falsa percepção da realidade”, sentenciou o magistrado.

A suspensão da propaganda de Lahésio Bonfim levou em consideração ainda a ausência na peça de informações obrigatórias por lei, o que configura mais um flagrante desrespeito do candidato à Justiça Eleitoral.

Deixe um comentário