Roberto Rocha será investigado pela Polícia Federal

img066Boletim de Ocorrência contra Roberto Rocha registrado na Delegacia da Mulher.

O senador Roberto Rocha (PSB) ainda nem se livrou da Representação por Captação Ilícita de Recursos movida pelo PMDB e já é acusado de outro crime eleitoral praticado na campanha passada.

A imagem acima é do Boletim de Ocorrência registrado pela servidora pública Janice Maria Xavier de Carvalho Filgueira, em julho deste ano, na Delegacia Especial da Mulher.

Ela acusa Roberto de agir de má-fé ao usar a sua empresa, a J M Filgueira Confecções Ltda, para justificar gastos na prestação de contas apresentada pelo senador à Justiça Eleitoral.

Janice alega que os dados da empresa, inativa a 20 anos, foram utilizados, sem a devida autorização, para encobrir o repasse de R$ 60 mil à campanha de Roberto, a dois dias das eleições do ano passado.

Decisão judicial em favor de Janice reconhece fraude e manda a PF investigar Roberto.Decisão judicial em favor de Janice reconhece fraude e manda a PF investigar Roberto.

O caso só veio à tona quando a servidora foi intimada pelo Ministério Público Eleitoral para explicar a doação, sob a alegação de que o faturamento de sua empresa não correspondia ao valor repassado à campanha do senador.

Comprovada a fraude, por meio da quebra do sigilo fiscal da empresa, a Justiça Eleitoral isentou Janice de qualquer responsabilidade sobre a doação.

O juiz Ailton Castro Aires requereu da Superintendência da Polícia Federal no Maranhão a abertura de um inquérito para investigar como a campanha do senador Roberto Rocha usou o nome da J M Filgueira Confecções Ltda como doadora.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.