Troca de farpas marcou jantar de peemedebistas em São Luís

IMG-20151209-WA0033-300x225Durante visita a São Luís, na última quarta-feira (09), para empossar dirigentes da juventude do PMDB no Maranhão, o ex-ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, esnobou o convite para jantar na residência da família Sarney.

Roseana se ofereceu para recepcionar o principal aliado do vice-presidente Michel Temer, mas ele optou por participar de uma confraternização na casa do senador João Alberto, presidente estadual do partido, embora a ex-governadora tenha disparado matéria informando que recebeu o ex-ministro em sua mansão, no Calhau.

O encontro foi marcado por farpas e lavagem de roupa suja entre as lideranças peemedebistas. Em um dos momentos mais tensos, Roseana chegou em uma roda de conversa acusando João Alberto e o deputado estadual Roberto Costa de entregarem o partido para o governador Flávio Dino (PCdoB).

O senador rebateu prontamente a filha de José Sarney. “Governadora, ao contrário da senhora, eu só não queria entregar o partido de bandeja pro Ricardo Murad”.

Padilha tentou consertar o clima de mal estar, alegando que confiava nas diretrizes de João Alberto.

“O PMDB tem comando no Maranhão, e este está a cargo do senador João Alberto, em quem confiamos bastante”, disse.

Roseana Sarney também teve que engolir a seco o lançamento da pré-candidatura de André Campos a prefeito de São Luís pelo ex-ministro.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.