Exonerada

Lítia foi destituída um dia antes da chegada do “grande” ferry anunciado por Brandão

A promotora Lítia Cavalcanti foi exonerada do Centro de Apoio Operacional do Consumidor (Caop) um dia antes da chegada do “grande” ferryboat anunciado por Carlos Brandão (PSB).

Em entrevista à TV Mirante no dia 27 de julho, o governador-tampão afirmou que até esta sexta-feira, 5, uma nova embarcação entraria em operação e, nas palavras do próprio chefe do Executivo estadual, os problemas na travessia São Luís/Cujupe seriam resolvidos (veja aqui).

Mas Lítia Cavalcanti foi destituída do cargo e não poderá testemunhar, como promotora do Consumidor, esse novo ferry que entrará em atividade, conforme anunciado pelo próprio governador. 

Foi Lítia quem denunciou o caos no serviço de transporte via ferryboat, que colapsou após a chegada do ferry velho José Humberto, embarcação fluvial de quase 40 anos que oferece riscos para os passageiros após apresentar uma série de problemas. 

Por causa da sua atuação, Lítia foi perseguida pelo Palácio dos Leões e por deputados governistas, além de ter sofrido diversas tentativas de silenciamento dentro do Ministério Público.

Deixe um comentário