TRABALHO ACUMULADO

Ações contra Josimar e Juscelino no STF devem cair nas mãos de Dino

Quando for empossado no Supremo Tribunal Federal, após passar por sabatina e votação no Senado, o ministro Flávio Dino terá sob seu escopo os processos que estavam sob responsabilidade de Rosa Weber. Entre eles, investigações contra o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) e o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

Contra Maranhãozinho, pesa um inquérito elaborado pela PF que coloca suspeição de que Josimar teria destinado emendas parlamentares da saúde para seus redutos eleitorais no Maranhão e, em seguida, firmava contratos com empresas fantasmas que pertenceriam a ele próprio, mas em nome de terceiros. Mais de R$ 15 milhões teriam voltado ao parlamentar através do esquema fraudulento.

Já sob Juscelino Filho pesa a suspeita de ligações com o dono de uma empreiteira ligada a desvios na Codevasf, reveladas pela operação Odoacro, também da Polícia Federal.

O caso de Juscelino estava sob Luís Roberto Barroso. Com a ascensão dele à presidência do STF, após a saída de Rosa Weber, os processos ficaram acéfalos. Isso porque o ministro teve, automaticamente, os processos em andamento repassados ao ministro recém-saído da presidência. Como Rosa se aposentou em sequência, as ações aguardam a chegada de seu substituto.

A indicação de Flávio Dino para a vaga deixada por Weber foi oficializada por Lula na segunda-feira (27). A votação em plenário pelo Senado, que confirmará a entrada de Dino na Corte Suprema, está prevista para o próximo dia 13 de dezembro.

Comentários estão desativados

Uma resposta para “Ações contra Josimar e Juscelino no STF devem cair nas mãos de Dino”

  1. Eduardo disse:

    Espero que o futuro Ministro do STF, possa efetivar o seu poder com sabedoria, imparcialidade, e prudência. Que a justiça e a democracia imperem em sua jornada.