se o senhor arranjar

Flávio Dino avalia “intervenção branca” no sistema de ferryboats do MA

Flávio Dino, ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Lula, analisa uma possível “intervenção branca” no sistema de ferryboats que liga São Luís à Baixada Maranhense.

O ex-governador do Maranhão, um dos principais responsáveis pelo colapso na travessia entre o Cujupe e a Ponta da Espera, procura uma solução jurídica para atuar por melhorias no serviço de ferryboats junto ao Governo Federal sem a necessidade de sentar-se à mesa com o baiano Gilberto Lins, da Empresa Maranhense de Administração Penitenciária (ops, Portuária).

Entre as opções consideradas pelo ministro estão a federalização do serviço em parceria com o Ministério dos Portos e Aeroportos ou a alocação de recursos federais para a aquisição de novas embarcações.

Após garantir de Lula um aporte de R$ 360 milhões para a restauração da BR-135, Dino pretende liderar a discussão sobre aprimoramentos no sistema de transporte aquaviário administrado pela Emap, especialmente depois das ocorrências envolvendo as embarcações José Humberto e São Gabriel neste início de semana.

Comentários estão desativados

2 respostas para “Flávio Dino avalia “intervenção branca” no sistema de ferryboats do MA”

  1. Adriano filho disse:

    Constantemente estou fazendo travessias nestes ferry velhos ,ops boatos.e de arrupia,mais deus continua no controle ,porque os comandantes não estão mais dando conta.

  2. Marcelo Omar Lima de Castro disse:

    Às vezes penso que a área portuária do Maranhão pertence a outro País. Ninguém obedece ás normas de segurança. Esse ferry-boat Zé Humberto não tem mais condições de operar aqui. As autoridades estão esperando uma tragédia acontecer? É isso mesmo?