investigações

Operação do Gaeco contra Pastor Cavalcante apura suposto esquema de “rachadinha”

A operação deflagrada pelo Gaeco nesta quarta-feira (3) em endereços ligados ao ex-deputado estadual Pastor Cavalcante mira a apuração de um suposto esquema de “rachadinha” na época em que ele era parlamentar.

Segundo o Ministério Público, o esquema teria ocorrido entre 2019 e 2022, quando o líder religioso recebia parte do salário dos assessores (familiares e funcionários de sua confiança) empregados em seu gabinete na Assembleia Legislativa.

Ainda de acordo com as investigações, estas pessoas recebiam grandes quantidades de dinheiro em espécie para realizar depósitos com ou sem identificação. Cerca de R$ 4 milhões teriam sido movimentados enquanto perdurou o esquema.

Qual sua opinião?