Notícia

Governador de Alagoas cita constrangimento e falta de convicção em reunião com Bolsonaro

Único governador do Nordeste convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para a reunião com representantes dos poderes, o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), afirmou que não acredita que o encontro traga mudanças significativas na postura do chefe da nação.

Renan Filho contou que o encontro, repleto de aliados, foi marcado por um “clima de constrangimento geral”.

“Esse constrangimento é por conta dessa necessária inflexão, porque ele [Bolsonaro] não está sendo capaz de fazer o que o Brasil que precisa. As falas dos presidentes do Senado [Rodrigo Pacheco] e da Câmara [Arthur Lira] foram para defender a sociedade, mas eles são aliados constrangidos: defendem as medidas, mas vão só até um certo ponto. O Brasil precisa, mas não senti essa mudança [do presidente]”, afirmou.

Segundo o alagoano, fora as vacinas, o presidente seguiu com discurso em pontos questionados por especialistas.

Apesar do relato, alguns dos seguidores enfeitiçados do presidente classificaram o encontro como “reunião histórica”.

Cada uma…

Comentários estão desativados

2 respostas para “Governador de Alagoas cita constrangimento e falta de convicção em reunião com Bolsonaro”

  1. roberto disse:

    uma cria de um marginal criticando o presidente..

  2. EMANUEL PINHEIRO disse:

    Roberto, tá preocupadinha, pois o genocida \ fascistas vai perder o emprego!!
    Biba, vai presando em outra coisa para fazer !! quem sabe chupar um parafuso até virá um prego !!