Postura ditatorial

Andrea Murad critica Flávio Dino por envolvimento nas prévias do PSDB

A ex-deputada estadual Andrea Murad (PSDB) criticou o governador Flávio Dino (PSB) por ele querer se envolver nas prévias dos PSDB que vão definir o candidato que disputará a presidência da república pelo partido.

Dino teria articulado para que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), cancelasse uma viagem que faria ao Maranhão com o intuito de pedir votos para a sua campanha nas prévias presidenciais do partido. Toda a estrutura para o recebimento do tucano já teria sido montada, mas teve que ser desfeita.

Ao tomar conhecimento da situação, Andrea Murad afirmou que a postura de Flávio Dino era inaceitável, chamando-o ainda de totalitário. Ela aproveitou também para manifestar o seu apoio à candidatura de João Doria para a presidência da república pelo PSDB.

“A postura inaceitável do ainda governador Flávio Dino em se envolver na vida interna de um partido político que não é o seu, no caso o PSDB, bem como a tentação totalitária, própria de um vulgar ditador de qualquer ‘república das bananas’, em querer tentar proibir a vinda ao Maranhão do governador João Doria, mostra bem o caráter, personalidade e perfil ditatorial de quem não sabe aceitar as regras da liberdade e da democracia e que baseia a sua ação política num vergonhoso ‘quero, posso e mando’”, disse a parlamentar por meio das redes sociais. 

Além de Doria, as prévias presidenciais do PSDB estão sendo disputadas pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e pelo ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio. 

Eduardo Leite, inclusive, esteve no Maranhão no dia 29 de outubro e foi recepcionado pelo vice-governador Carlos Brandão, que declarou apoio para sua candidatura à presidência da república durante evento realizado em um hotel de São Luís.   

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: