Fracasso

Flávio Dino deixou o Maranhão em penúltimo no ranking de competitividade

A política econômica do governo Flávio Dino/Carlos Brandão foi um fracasso retumbante. Depois de quase oito anos no comando do Palácio dos Leões, os comunossocialistas deixaram o Maranhão em penúltimo lugar no ranking de competitividade.

Elaborada pelo Centro de Liderança Pública, a 11ª edição do Ranking de Competitividade dos Estados mostrou que o Maranhão é o penúltimo do Brasil no que se refere à disputa no setor público como elemento de promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social, perdendo apenas para o Amapá. No Nordeste, o Maranhão ocupa a última posição.

No ano passado, o estado ocupava a 23ª posição e caiu três degraus, ocupando hoje o penúltimo lugar na lista. Um reflexo direto da política dinista nos últimos anos, que contribuiu diretamente para rebaixar os índices econômicos e sociais do Maranhão.

Para a elaboração do relatório, foram selecionados os indicadores considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos Estados brasileiros, distribuídos em 10 pilares temáticos: Infraestrutura, Sustentabilidade Social, Segurança Pública, Educação, Solidez Fiscal, Eficiência da Máquina Pública, Capital Humano, Sustentabilidade Ambiental, Potencial de Mercado e Inovação.

O relatório completo pode ser acessado aqui.

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: