TRATATIVAS

PSB e PDT discutem bloco partidário como embrião de federação

PDT e PSB retomaram as conversas para uma aproximação a partir da próxima legislatura. De acordo com o presidente do PDT, Carlos Lupi, em um primeiro momento fala-se na formação de um bloco partidário para, a partir daí, ver se é possível evoluir para uma fusão ou federação.

As duas legendas já haviam iniciado essa aproximação em 2018, com vistas a consolidar o apoio à candidatura presidencial de Ciro Gomes. Em 2020, nas eleições municipais, a dobradinha elegeu prefeito ou vice de quatro capitais nordestinas: Aracaju (SE), Fortaleza (CE), Maceió (AL) e Recife (PE).

As tratativas foram interrompidas quando o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin restabeleceu os direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o PSB optou por segui-lo.

Em 2022, no entanto, as conversas são retomadas em um outro contexto. O PSB reduziu sua bancada de 24 para 14 deputados e o PDT perdeu dois parlamentares. Somados, os dois partidos terão 31 representantes, ainda distantes do PT, por exemplo, que elegeu 68.

A atuação conjunta os fortalece para que, seja em um governo Lula ou de Jair Bolsonaro (PL), possam se diferenciar como uma força de esquerda mais ao centro e evitar ficarem como satélites do PT.

Com informações da Folha de São Paulo

Comentários estão desativados

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: