CPF novo?

Brandão afronta PP e tira foto com Lula na terra de Ciro Nogueira

O Progressistas, do chefe da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro, Ciro Nogueira, proibiu, na terça-feira (02), coligações com o Partido dos Trabalhadores em todos os estados brasileiros.

A medida deve tirar a legenda do palanque majoritário de Carlos Brandão e Flávio Dino, ambos do PSB, embora o deputado federal André Fufuca afirme que pretende manter a aliança.

Em resposta ao jornalista John Cutrim, ainda na noite de ontem, Fufuquinha disse que a decisão “só atinge onde esteja na cabeça de chapa”. É exatamente o caso do Maranhão, em que Felipe Camarão, recém-filiado ao PT, é o candidato a vice na chapa majoritária indicada por Dino.

Na manhã desta quarta-feira (03), Brandão e Camarão viajaram a Teresina, terra de Ciro Nogueira, para tirar fotos com o ex-presidente Lula, que realiza ato político na capital piauiense com o objetivo turbinar o nome petista contra a candidatura do clã Nogueira ao governo.

O retrato na pista do aeroporto Petrônio Portella incomodou aliados de Ciro Nogueira e pode servir como pretexto para tirar de vez os progressistas do palanque comuno-socialista para a sucessão no Palácio dos Leões.

Deixe um comentário