Prefeito de Gov. Luiz Rocha também declara apoio a Flávio Dino

Mais um prefeito declarou apoio a Flávio Dino esta semana. Dr. Francisco (PRB), gestor da cidade de Governador Luiz Rocha, veio a São Luís na noite da última terça (16) para se integrar à campanha da coligação “Todos pelo Maranhão” pela virada de página na política do estado.

prefeito luiz rochaApós um evento de apoio evangélico à candidatura de Flávio Dino realizado na capital, o prefeito dr. Francisco aproveitou para também unir esforços em nome da campanha de Governador do líder das pesquisas. Com 56% das intenções de voto, as pesquisas apontam vitória de Flávio Dino ainda em primeiro turno.

O prefeito levou líderes municipais para também abraçar a candidatura de Dino. A 18 dias das eleições, aumentam em todo o Maranhão os apoios à campanha da coligação composta por 9 partidos e que está levando às ruas e às mídias momentos de alegria e esperança para o Maranhão.

Baseado em um programa de Governo construído ouvindo mais de 40 mil pessoas ao longo de 1 ano e meio, passando por mais de 130 cidades maranhenses, Flávio Dino fortalece a sua campanha politicamente. Com 9 partidos, dezenas de sindicatos, organizações da sociedade civil e apoio popular, Dino tem levado multidões às ruas de todo o Maranhão.

Nesta semana, Flávio Dino visitará 22 municípios maranhenses e acredita que até o dia das eleições, o apoio político crescerá ainda mais. “Estamos unindo o Maranhão em torno de um Programa de Governo que vai melhorar a vida dos maranhenses. Temos propostas concretas e que são aceitas pelos maranhenses, que acreditam em um futuro melhor,” disse o candidato.

Humilhação: Pedido de Gastão tornou Monteiro ficha suja

20140915_185123

O deputado federal Gastão Vieira (PMDB) foi o responsável pelo pedido de investigação que tornou o petista Raimundo Monteiro inelegível, devido à sua condenação no Tribunal de Conta da União (TCU).

Monteiro era o primeiro suplente de Gastão Vieira na chapa de senador do grupo Sarney até a semana passada, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu o registro de sua candidatura, baseado na Lei da Ficha Limpa. Com a decisão, ele foi substituído pelo companheiro Zé Antonio Heluy, o “Zé Mamãe”.

No ano de 2006, por indicação de Gastão, foram auditados vários convênios do Incra com o MST, a Fetaema, a Sociedade de Direitos Humanos, o Centro de Cultura do Trabalhador Rural e a Fundação Sousândrade, e constatadas diversas anormalidades.  Na época, a superintendência do órgão no Maranhão era comandada pelo atual presidente estadual do PT.

Segundo o relatório parcial encaminhado pelos técnicos da corte de contas à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal, foi detectada uma série de irregularidades que acabaram levando à desaprovação das contas de Monteiro.

Diante do resultado da investigação, Raimundo Monteiro foi afastado da superintendência do Incra, além de ser o principal alvo de uma operação da Polícia Federal, apontado como o líder da quadrilha envolvida no desvio de R$ 5 milhões em recursos públicos destinados à construção de casas em assentamentos agrários.

Aviso importante

under_construction_transparent

Devido ao grande número de acessos simultâneos, o Blog Marrapá pode apresentar lentidão ou sair do ar durante vários momentos do dia, exibindo a mensagem “Service unavailable: user has reached the maximum amount of processes while being limited”.

Caso isso ocorra, favor atualizar a página ou retornar depois de alguns minutos.

Estamos trabalhando junto à empresa Hostgator para ampliar o tamanho dos nossos servidores, garantindo a estabilidade e o melhor desempenho do site.

Ao El País, Sarney admite a vitória de Marina Silva

O Diário

Sarney e MarinaAliado do atual governo federal, Sarney escreveu artigo na edição de sábado do jornal argentino El País e fez com colocações que não faria aqui. Assinalou, por exemplo, que a “campanha atingiu um alto nível de violência, com golpes baixos”, uma definição que atinge mais a campanha petista que de outros candidatos.

Também afirmou que Dilma venceria a eleição no primeiro turno, mas que a vitória seria de Marina no segundo turno.

Sarney pontuou para os argentinos “que a política brasileira é um labirinto de mistério e imprevisibilidade” e comparou duas tragédias como causadoras de drásticas mudanças na política nacional: o suicídio de Getúlio Vargas e a morte de Eduardo Campos. Essa morte mais recente, segundo ele, provocou um choque que “ressuscitou” Marina Silva, provocando um “tsunami político” que atinge o PT, partido que não cogitava perder o poder.

Escreveu que a sensação é que os aliados do PT têm feito de tudo para reagir ao avanço de Marina e que o passado da candidata do PSB não tem nada a ver com seu crescimento nas pesquisas.

Para o ex-presidente José Sarney, a situação atual é desconcertante. O Brasil perdeu o otimismo e um ciclo de pessimismo fez o país perder o seu sonho de ascensão do poder. Lembrou o episódio em que o Brasil foi chamado de “anão diplomático” por Israel e afirmou que os números se mostram à beira da recessão, além da inflação e altas taxas de juros.

Pede pra sair, Roseana Sarney

fugas pedrinhas

A imagem acima é a comprovação de que o governo Roseana Sarney (PMDB) perdeu definitivamente o controle do sistema de segurança pública do Maranhão.

Na foto, vários presos fogem em meio ao protesto de vigilantes terceirizados que fazem a guarda do presídio. Mais cedo, a TV Mirante, de propriedade da família Sarney, chegou a registrar a fuga dos criminosos ao vivo, enquanto entrevistava um agente penitenciário. De acordo a Sejap, pelo menos cinquenta detentos conseguiram fugir.

Na semana passada, as facções criminosas desmoralizaram as forças do estado. Em uma ação ousada, 36 presos conseguiram fugir, depois de utilizarem uma caçamba roubada para derrubar os muros da penitenciária.

O descontrole no sistema prisional do Maranhão perdura há vários anos, mas se intensificou desde o ano passado. De 2013 pra cá, pelo menos 85 presos foram executados – vários deles por decapitação – dentro das celas e alas de Pedrinhas.

roseana-sarney-jose-eduardo-cardozoEm dezembro, constrangida pela crise na segurança e pressionada pela opinião pública, Roseana Sarney, ao lado do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozzo, prometeu erguer 11 novos presídios para desafogar a superlotação em Pedrinhas.

À época, ela decretou estado de emergência e anunciou que inauguraria os presídios no máximo até abril deste ano.  Empenhou, sem licitação, R$ 53 milhões em recursos do BNDES. Mas, até então, nenhuma nova vaga foi criada nas cadeias.

O pedido de impeachment de Roseana Sarney por crime de responsabilidade, elaborado por um grupo de advogados do país inteiro, foi enviado pelo Tribunal de Justiça do Maranhão ao Superior Tribunal de Justiça. A governadora, portanto, corre o risco de ser arrancada do Palácio dos Leões antes do final do mandato, pela incapacidade em adotar medidas para combater o caos na segurança e no sistema prisional do Maranhão.

Fraude à vista: Cabos eleitorais de Edinho já comemoram Ibope da TV de Sarney

IBOPEConhecido por errar com larga margem no Maranhão para atender aos interesses do grupo Sarney, o instituto Ibope é alvo de grande euforia na campanha de Edinho Lobão. Isto por que, mesmo com a pesquisa ainda “em campo” (se é que eles colocam em campo mesmo), os cabos eleitorais da oligarquia já comemoram os números.

Desde as primeiras horas da terça-feira, logo após o registro da pesquisa contratada pela TV Mirante (propriedade da família Sarney), mensagens em grupos de whatsapp e em redes sociais já antecipam e comemoram os números que trariam Edinho Lobão em desvantagem menor.

Na última divulgação, em que o instituto da família Sarney surpreendeu os maranhenses com números que nem de longe refletem o que acontece nas ruas (como este blog demonstrou o blog em diversos momentos através de fotos e vídeos que comprovam os fiascos de Edinho pelo Maranhão).

Mais uma fraude que se avizinha e que é importante para o Maranhão ficar de olho no que vem por aí.

TCU aprova devassa nas contas de Ricardo Murad

jose-sarney-ricardo-murad

Contas da secretaria comandada por Ricardo Murad será devassada pelo TCU a partir de hoje.

O Tribunal de Contas da União deve iniciar, nesta quarta-feira, uma devassa nas contas da Secretaria de Saúde do Maranhão.

A fiscalização deve ocorrer nas contas de recursos repassados pelo Ministério da Saúde para a construção e Unidades de Pronto Atendimento e dos hospitais inacabados do Saúde é Vida. Os repasses gerenciados por OSCIPs também devem ser auditados.

A investigação será conduzida pelos técnicos do tribunal e deve ser acompanhada de perto pela Polícia Federal e pelo Ministério Público da União.

O clima é de tensão na pasta. Estima-se que o rombo nas contas da secretaria comandada por Ricardo Murad supere a casa dos R$ 5 bilhões.

Apavorado com a possibilidade de prestar contas com a justiça, o cunhado da governadora Roseana Sarney (PMDB) se diz vítima de perseguição política. É ele o responsável pela SES desde 2009.

Téo Pereira ganha correspondente maranhense

Blog do Machado, com edição

teo pereiraO ator Paulo Betti, o “Téo Pereira” da novela “Império”, está dando o que falar. Ele é um colunista de fofocas que, em seu blog, teria por hábito atazanar a vida de celebridades. Gay assumido, seu principal objetivo na trama seria fazer com que Cláudio Bolgari (José Mayer) ‘saísse do armário’…

Claro que, além de fazer que Bolgari saia ‘dessa’ condição, o blogueiro Téo Pereira carrega consigo um saco de maldades, típico de um colunista mau-caráter que usa informações privilegiadas para chantagear pessoas e ganhar dinheiro com isso.

O sagaz Aguinaldo Silva, autor da novela, teria se inspirado muito no colunista Léo Dias, do jornal O Dia, do Rio de Janeiro, embora este se defenda, dizendo que não é bandido. Mas, para Aguinaldo, o “seu” Téo Pereira é um “blogueiro mau” que vive em busca dos segredos de cada um só para escancarar em seus comentários ácidos e perversos. A não ser que a chantagem lhe renda algum e ele não publique a informação…

Além do desconfiado Léo Dias, Aguinaldo também teria mandado sua assessoria “investigar” o modus operandi de outros blogueiros Brasil a fora para compor com maestria o seu personagem. E tal como o doleiro Alberto Youssef, a equipe teria estado no Maranhão e também se hospedado no Hotel Luzeiros, em São Luís.

Durante uma semana inteira, leram todos os jornais, assistiram a programação da televisão local, ouviram rádio, reviraram os blogs e, depois de exaustivo trabalho, teriam achado a característica que buscavam…

É difícil ter alguma simpatia pelo “Téo Pereira”, que vive postando notas mentirosas em seu blog contra o instituto maranhense. Sabe por que? “Téo” teria contratado uma pesquisa a um instituto para descobrir o poder e o alcance dos “enrustidos”, no Maranhão. E, claro, não gostou do resultado: alta taxa de concorrência, revelando, inclusive, como vivem e se organizam para driblar as convenções sociais da terra do escritor timbira Erasmo Dias que, relembre-se, não era enrustido.

O “Téo Pereira” maranhense disparou, hoje, mais um petardo contra o Data M. Se quer dinheiro do instituto,  não terá um tostão. Se quer “algo mais”, já aviso. Nada contra homossexuais, mas sou homem com H.

Gostaram “desça”?

Continue lendo…

Ao lado de Michel Temer, Sarney engasga de raiva em comício de Edinho

sarney batuqueO vídeo abaixo, registrado há pouco no comício de Edinho Lobão (PMDB), com a presença do vice-presidente Michel Temer (PMDB), mostra um José Sarney (PMDB) como você nunca viu.

Desesperado com a possibilidade de perder o poder no Maranhão e o pouco de influência que ainda lhe resta em Brasília, o velho oligarca se desfaz da máscara de democrata e mostra a sua verdadeira face de coronel.

Sarney vocifera contra Flávio Dino (PCdoB), Roberto Rocha (PSB) e toda a oposição maranhense, a ponto de dizer que todos os adversários de hoje um dia lhe beijaram os pés.

Ao falar de Marina Silva (PSB), que ameaça a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), Sarney chega a ser cruel: “Eu conheço a outra. Passou comigo 16 anos no Senado. Com essa cara de santinha, mas ninguém é mais radical, mais raivosa, mais com vontade de ódio do que ela. Quando ela fala de diálogo, o que ela chama diálogo é converter você. Ela pensa que o mundo é dividido em duas partes: uma condenada à salvação e outra a perdição.

Possuído pela raiva, ao observar, envergonhado, o fracasso do comício do aliado, o senador do Amapá chega a se engasgar por diversas vezes. Impossibilitado de falar, ele é acudido e repreendido por causa dos excessos pela filha Roseana Sarney (PMDB).

Veja, abaixo, o discurso deprimente de Sarney:

Editorial: Política e ameaça

Jornal Pequeno

censorship-1Há pouco mais de dois anos, um colega nosso, Décio Sá, foi morto brutalmente na Avenida Litorânea, em São Luís. E não nos falem de suas posições políticas, de sua defesa exagerada do poder, que não podemos encontrar motivos para que um ser humano tire a vida de outro ser humano. Não gostar de uma pessoa é uma coisa, querer brincar de Deus e adquirir poder de vida e morte sobre seus semelhantes é outra muito diferente, e bem pior.

Lidamos agora com a notícia de que o editor do blog Marrapá, Leandro Miranda, está sendo monitorado e seguido por bandidos. Não vamos fazer conjecturas, nem nos precipitar, mas o fato é que vivemos um momento muito grave da política maranhense e brasileira. E sabe Deus do que são capazes determinados homens quando em luta pelo poder. Qualquer tipo de ameaça, a qualquer tipo de agente político, neste momento, é motivo para que as forças de segurança pública se ponham em alerta, para que tomemos todos os cuidados de evitar selvagerias e tragédias que talvez não possamos suportar.

Num mundo como esse, em que atiram em crianças, em que cortam cabeças, aqui e no Estado Islâmico, não é tão difícil que o ser humano desça à condição das feras e dos monstros, pelo fato de que alguém escreveu ou disse alguma coisa que não lhe agradou. A disputa política, às vezes, é capaz de acender nossos mais baixos instintos e o jornalismo é uma profissão perigosa. Talvez a profissão em que se perdem mais vidas a meio caminho das denúncias e da informação neste país.

É até lamentável ter que dizer isso, se não sabemos os motivos desse monitoramento e dessa perseguição. Mas Décio foi morto por gente que emprestava dinheiro aos poderosos, fosse aqui, na capital, fosse no interior do Maranhão. O fato é que o desalento da condição humana, a vontade de crescer, de ser sempre o maior, de vencer todas as disputas – porque esta é uma sociedade de disputas – tem criado monstros emocionalmente inexpugnáveis e afastado o ser humano de Deus.

Só não podemos admitir que a raiva e o ódio, a busca pelo máximo conforto e poder façam de nós sicários de Belzebu e que nem a vida humana, a conquista máxima do bem estar, tenha mais valor.

A simples ideia de que a ameaça, o terror político venha a substituir a legalidade, a emoção boa de quem aprendeu a amar o próximo e que o espírito das leis seja arrancado à convivência social apavora os homens de bem. Afinal, devemos todos lutar para viver num mundo melhor. Não esse, em que bandidos arrancam cabeças, em que alguns loucos desvairados matam em nome de Deus e no qual o exercício do poder, em vez de servir ao bem de todos, transforma-se em ameaça social.

Delegamos a outros o direito de preservar nossa vida. Que eles preservem. E fiquem atentos, porque o mal surge de muitas formas, e viver com medo não é viver. É um apelo, um forte apelo para que outra tragédia anunciada da crueldade não se abata sobre o Maranhão.