Tribunal confirma condenação de Edinho Lobão em R$ 203 mil por uso irregular da TV Difusora

TREPor 4 votos a 3, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral acaba de confirmar a pesada multa conferida a Edinho Lobão por utilizar a TV Difusora de forma irregular para angariar votos. A TV é uma concessão pública, que não pode ser usada para benefícios políticos.

Foi uma decisão apertada, mas importante para mostrar que a Justiça Eleitoral não está para brincadeira com Edinho. O candidato da oligarquia está fazendo a acontecendo com suas concessões de rádio e TV no intuito de se eleger governador do Maranhão, incorrendo em crimes que culminam em multa ou até mesmo prisão.

Desta vez, o candidato recebeu uma pesada multa de R$ 203 mil por ter feito propaganda política antecipada. Segundo a Lei Eleitoral, o candidato só poderia fazer propaganda pessoal no intuito de se promover politicamente a partir do dia 19 de agosto.

Sabendo que estava bem atrás nas pesquisas, Edinho usou sua própria concessão de TV para fazer propaganda irregular. No fim, acabou punido por crime eleitoral. Mais um na extensa lista de maus feitos de Edinho Lobão.

A força de Flávio Dino em São Luís

Reuniao_vereadores

Quinze vereadores e o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, estiveram reunidos com o candidato a governador Flávio Dino (PCdoB) na noite desta segunda-feira (01/09) para reafirmar apoio à sua candidatura para o governo do Maranhão.

Os vereadores esclareceram que abraçam a candidatura de Flávio Dino porque acreditam que com ele os municípios do Maranhão serão tratados com isonomia.

“Um dos pleitos nosso é que os municípios do Estado, inclusive São Luís, sejam tratados com igualdade. Quanto mais parcerias e convênios receberem as prefeituras, mais benefícios terão os cidadãos. Acreditamos que isso vai acontecer com Flávio Dino”, disse o vereador José Joaquim.

Os parlamentares disseram que o apoio a Flávio Dino vem ainda do abandono a que o governo do Estado tem submetido a capital maranhense. Segundo eles, a capital não tem sido contemplada com convênios.

“O governo tem celebrado convênios e feito parcerias institucionais com vários municípios, esquecendo São Luís. Eu tenho certeza que, com Flávio Dino, governo e prefeitura irão trabalhar juntos em prol do cidadão”, afirmou o vereador Osmar Filho.

Agradecendo a mobilização em prol do projeto de mudança, Dino reafirmou seus compromissos com São Luís e com os municípios do Maranhão. “Estou aqui para reafirmar meus compromissos de ajudar a cidade de São Luís e agradeço a disposição dos vereadores de levar essa mensagem aos segmentos que representam”, disse Flávio Dino.

Presente na reunião, o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, ressaltou a importância do encontro por também representar uma proximidade ainda maior de Flávio Dino com a população da capital.

“Tivemos a oportunidade de reunir os vereadores e reforçar o apoio às candidaturas. São eles que estão na base, têm uma força muito grande na cidade, em contato direto com a população”, justificou o prefeito.

Participaram do ato de apoio os vereadores José Joaquim (PSDB), Pavão Filho (PDT), Osmar Filho (PSB), Chaguinhas (PSB), Roberto Júnior (PSB), Fátima Araújo (PRP), Alencar Gomes (PDT), Ivaldo Rodrigues (PDT), Barbosa Lages (PDT), Gutemberg (PSDB), Estevão Aragão (SD), Marlon Garcia (PTdoB), Beto Castro (PROS), Batista Matos (PPS) e Anderson Martins (PRB). Os vereadores Sérgio Frota (PSDB) e Eidimar Gomes (PSDB) justificaram ausência, mas reafirmaram o apoio. A esse grupo se soma ainda os vereadores do PCdoB, Professor Lisboa e Rose Sales.

Na capital, região metropolitana e demais regiões do estado, o candidato das oposições para suceder a governadora Roseana Sarney (PMDB) no comando do Palácio dos Leões lidera em todas as pesquisas de intenções de votos divulgadas até agora.

Governistas derrubam veto de Roseana Sarney a aumento de servidores

assembleia35212

Por 23 votos a 0, o plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão derrubou, nesta terça-feira, o veto da governadora Roseana Sarney (PMDB) ao projeto que concedia aumento aos servidores de carreira do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Assim que for informada da decisão, o que deve ocorrer nesta quarta-feira, Roseana terá 48 horas para sancionar a proposta — o que é improvável, uma vez que a vetou. Caso isso não ocorra, caberá ao presidente da Assembleia, Arnaldo Melo (PMDB), promulgar a Lei.

Maioria no legislativo estadual, a bancada governista endossou, por unanimidade, a derrubada do veto, em um recado direto das bases aliadas para a cúpula do Palácio dos Leões. 

Até o líder do governo, César Pires (DEM), preferiu acompanhar os votos de Manoel Ribeiro (PTB), Tatá Milhomem (DEM), Rigo Teles (PV), Francisca Primo (PT), Eduardo Braide (PMN) e dos demais governistas.

Socorro Waquim é multada por desvio de recursos destinados ao Fundef

20090622111121_8b460A Procuradoria da República em Caxias (MPF/MA) conseguiu a condenação da ex-prefeita do Município de Timon (MA) Maria do Socorro Almeida Waquim por improbidade administrativa. A ex-gestora aplicou recursos destinados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef) de forma irregular.

O Juiz da Subseção Judiciária da Justiça Federal em Caxias (MA), que proferiu a sentença, acolheu o pedido do Ministério Público Federal, pois reconheceu que houve irregularidades na destinação dos recursos provenientes do Fundef, para outra finalidade, o que é proibido por lei.

A ex-gestora foi condenada ao pagamento de multa civil de R$ 11.448,16 por usar parte do recurso para pagamento de funcionários administrativos, razão pela qual não foi cumprida a utilização obrigatória de 60% dos recursos para a remuneração dos profissionais do magistério em exercício nas atividades no ensino fundamental público.

A Procuradoria da República no Município de Caxias recorreu da sentença para aumentar o valor da multa, considerada insuficiente em relação à gravidade dos fatos.

Notas rápidas

Contrassenso

IMG-20130915-WA0007-450x337

De um lado, os dois principais jornalistas do Sistema Mirante de Comunicação vociferam contra o empresário Dedé Macedo, acusando ele de ser o maior agiota do Maranhão. Do outro, bancados pela Prefeitura de Dom Pedro, exibem banners que promovem a candidatura do filho dele, Fábio Macedo (PDT), para deputado estadual.

Na foto acima, tirada no início do ano, fica evidente a hipocrisia da imprensa ligada ao grupo Sarney. Nela, o editor de política do jornal O Estado do Maranhão brinda com o “agiota”, o filho dele e com o deputado federal Weverton Maragatuno (PDT).

Nota zero

Deputado estadual com reduto em Chapadinha jogou a toalha em relação à candidatura de Edinho Lobão (PMDB) a governador e admitiu a vitória de Flávio Dino (PCdoB), depois de avaliar o fracasso da caminhada de Paulinha Lobão pelo município, ocorrida no último sábado, que não conseguiu reunir nem cinquenta pessoas.

victor mendesBucha de canhão, não

Já Victor Mendes, candidato a deputado federal, voltou a repetir que não servirá de “bucha de canhão” para facilitar a reeleição de Sarney Filho, ameaçando retirar sua candidatura, caso a Justiça Eleitoral mantenha a decisão de excluir o PV da coligação para federal com o PMDB.

Guilhotina

O Tribunal Superior Eleitoral também deve se posicionar, nos próximos dias, sobre a situação do PV na chapa para a Assembleia Legislativa. A tendência é que a participação da legenda na coligação “Pra frente, Maranhão” também seja impugnada, comprometendo os mandatos de Hemetério Weba, Edilázio Junior, Rigo Teles e a eleição de Adriano Sarney, neto do oligarca José Sarney (PMDB).

Empata-eleição

Prefeitos e lideranças políticas responsabilizam o advogado Marcio Coutinho pelos sucessivos fiascos de Edinho no interior. Reclamam da prepotência do principal coordenador da campanha governista, alegando que sequer são informados sobre as agendas do peemedebista nos municípios.

Marina em São Luís

A candidata a presidente Marina Silva (PSB) estará em São Luís entre os dias 12 e 15 de setembro para participar de um grande ato político ao lado de Eliziane Gama (PPS), Roberto Rocha (PSB) e Flávio Dino.

Desautorizado

Eliziane garantiu que a coordenação da campanha de Marina Silva está a cargo do PSB e desautorizou Cândido Lima, da Rede Sustentável, de falar em nome da presidenciável no estado.

Recordar é viver

Agora adversário de Dino, o candidato a governador Zé Luís Lago (PPL) não desgrudava do comunista nas eleições passadas, a ponto de virar motivo de piada nas redes sociais por fazer as vezes de papagaio de pirata em quase todas as fotos divulgadas pela assessoria da campanha de Edivaldo Holanda Junior (PTC).

02 Carreata

Quem te viu

Ex-secretário de Trabalho e Economia Solidária do governo Roseana Sarney (PMDB), o petista Zé Antonio Heluy — o Zé Mamãe — foi rebaixado para a função de chefe de mobilização da campanha de Edinho Lobão.

Em abril, quando deixou a administração estadual com a promessa de que ocuparia o cargo de vice governador ou de senador, o filho da ex-deputada Helena Heluy garantiu que voltaria à antiga pasta, caso não fosse o escolhido para demarcar o espaço dos sarnopetistas na chapa governista.

Evento de Flávio Dino com esportistas maranhenses terá presença de ministro Aldo Rebelo

Brasilia - Entrevista coletiva do ministro dos esportes ,Aldo RebeloFlávio Dino vai receber um apoio de peso nesta quarta-feira (03). O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, desembarca em São Luís para participar de um grande evento na capital em apoio ao candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto.

O ministro, atletas, dirigentes esportistas, gestores municipais da área e profissionais da Educação Física vão participar de encontro com Flávio Dino para apresentar plataforma de ação para o desenvolvimento do esporte no estado.

O encontro acontece no Hotel Abbeville, bairro São Francisco, a partir das 15h, reunindo as diversas lideranças do Esporte maranhense. Os representantes dos movimentos esportistas estaduais e municipais preparam um documento para entregar ao candidato em que relatarão as principais necessidades do setor.

É de autoria de Flávio Dino a emenda que deu origem ao Núcleo de Esportes da Universidade Federal do Maranhão. Em breve, o estado receberá a primeira pista de atletismo de alto rendimento, com padrão olímpico, também a pedido do então deputado Flávio Dino. A tecnologia usada na pista é equivalente à pista de atletismo das Olimpíadas de Londres, em 2012.

Como deputado federal entre 2007 e 2010, Flávio Dino foi responsável por grandes investimentos nesta área. No Maranhão, dezenas de quadras poliesportivas foram construídas com emendas destinadas por ele, além de fomento para formação de novos atletas desde a escola.

Raimundo Cutrim cobra pagamento de grupo de técnicos da Receita Estadual

Deputado-Raimundo-Cutrim

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) cobrou, na sessão desta segunda-feira (1), o pagamento de um grupo de técnicos da Receita Estadual que ainda não recebeu percentual de 21 por cento ganho na Justiça. O deputado disse que recebeu esse grupo, formado por cerca de 20 pessoas, que foi lhe pedir apoio na luta pelo pagamento do índice.

Cutrim contou que o grupo ganhou uma ação judicial em 2006, transitado em julgado, na qual os técnicos da Fazenda do Estado ganharam o percentual de correção. “Já pagaram para todas as categorias, inclusive para os servidores da Receita Estadual de nível superior, mas desse pessoal, que é um número pequeno, até agora não foi dada nenhuma satisfação”, revelou.

De acordo com o deputado, o Tribunal de Justiça, que era uma ação muito anterior, já pagou o mesmo índice, mas o governo, “sempre alegando que não tem verba, não tem dinheiro e deixando pra lá, o que é uma decisão judicial já transitado e julgado e pessoas que estão esperando por esse valor, que são 21.7%”.

Cutrim voltou a fazer críticas tambéà área de segurança do Estado e disse que a governadora importou um secretário que acabou com o sistema de segurança pública. Todo final de mês são entre 100 e 120 homicídios na Grande São Luís. Hoje nós vivemos uma verdadeira guerra civil e a nossa situaçãé gravíssima. A gente vai falando, falando, e o governo vai empurrando com a barriga. Hoje o sistema de segurança não tem um tostão, o que se ouve se falar é que foi gasto o orçamento até dezembro, o que é um fato inédito no Maranhão se gastar um orçamento antecipado, contou.

Edinho Lobão é contra o Bolsa Família e não consegue negar nem na Justiça

Edinho-entrevistaA Justiça Eleitoral declarou na tarde do último domingo (31 de agosto) que Edinho Lobão não conseguiu provar ser a favor do Bolsa Família no Maranhão.

O candidato a governador pelo PMDB se incomodou com o programa de Flávio Dino, que revelou que ele seria contra o programa mais popular do governo Lula. Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, Edinho Lobão afirmou: “como empresário, sou contra o Bolsa Família”.

O caso foi levado aos programas de rádio e TV desde a última sexta, com a veiculação do trecho do jornal em que o peemedebista fez a tal declaração, que tentou negar à Justiça Eleitoral.

No entendimento da juíza Maria José França Ribeiro, Edinho não poderia agora negar uma declaração publicada no jornal de circulação nacional. A frase foi dita em maio deste ano.

A juíza afirmou que Edinho não apresentou provas de que foi caluniado, como tentou alegar, justamente por não apresentar prova cabal de que a imprensa nacional teria mentido.

“Os Representantes não apresentaram prova cabal de que o candidato Lobão Filho não teria dito: “como empresário, fui contra o ‘Bolsa Família’”, conforme veiculado no jornal O Estado de São Paulo à época”, diz a juíza.

Mesmo sendo declaradamente contra o programa, Edinho tem usado o Bolsa Família para desinformar os eleitores do interior do Maranhão. O Tribunal Superior Eleitoral chegou a condená-lo a execução de multa por usar o programa do Governo Federal como propaganda antecipada negativa.

Emissora de Edinho Lobão em Imperatriz monta um novo “Reis Pacheco”

reis pachecoNa semana em que veiculou a série de programas com uma abordagem negativa sobre o Comunismo (veja), a TV Difusora de Imperatriz, de propriedade do candidato a governador Edinho Lobão (PMDB), também exibiu uma estranha reportagem que parece remontar o fatídico caso Reis Pacheco – farsa armada há 20 anos pelo grupo Sarney para favorecer a vitória de Roseana Sarney (PMDB) sobre o então oposicionista Epitácio Cafeteira (PTB).

Numa clara tentativa de atingir Flávio Dino (PCdoB), o favorito na disputa pelo governo do Maranhão, a reportagem busca responsabilizar “comunistas” por um suspeito ataque a um grupo de religiosos da cidade de Imperatriz.

Convenientemente sem mostrar o rosto, uma das “evangélicas” consultadas pela Difusora diz ter sido coagida por dois indivíduos que se intitulavam de “esquerda política” e buscavam saber se o grupo votaria ou não no candidato a governador apoiado pelo grupo Sarney.

A vítima, no entanto, não mostra provas do ataque. Ainda assim, a produção da emissora fundamenta toda a reportagem ao depoimento dela, não apresentando qualquer outro fato ou testemunha do ocorrido.

“Perguntavam quem votaria no Lobinho e deram quatro tiros (…) Não levaram nada. Os tiros foram somente para aterrorizar”, relata a suposta vítima.

A Difusora Imperatriz também tenta responsabilizar o suposto grupo de comunistas por outro oportuno ataque ao comitê central de Edinho no município.

“O que mais chamou a atenção é que os autores da noite de terror não roubaram nada. Usaram uma das principais características do Comunismo: a coação”, adverte o repórter.

Veja, abaixo, a polêmica reportagem que mais parece uma peça de ficção produzida nos porões da campanha de Edinho Lobão.

“Se a Dilma ganhar, ela vai agradecer ao Sarney, ao Collor e ao Maluf”, diz Marina

Correio do Estado, com edição

marina silvaCandidata do PSB à Presidência da República, a ex-senadora Marina Silva participou na noite do sábado (30) de um encontro com jovens da Rede Sustentabilidade – legenda criada por ela, mas não formalizada – e PSB na Lapa, região central do Rio.

O encontro ocorreu no Teatro Odisseia, uma casa noturna conhecida da região boêmia da capital fluminense. Marina falou por 32 minutos. À vontade com os jovens, a ex-senadora reiterou seu papel de porta-voz dos movimentos de junho de 2013 e fez críticas aos principais adversários na corrida presidencial, Dilma Rousseff, que concorre à reeleição pelo PT, e Aécio Neves (PSDB). No caso de Dilma, Marina destacou uma associação entre ela e nomes desgastados da política brasileira, como José Sarney (PMDB), Fernando Collor (PTB) e Paulo Maluf (PP).

Ela explicava porque seria importante não eleger os rivais: “Se o Aécio ganhar, ele tem tanto tempo de televisão, o partido dele é tão poderoso, que ele vai agradecer ao tempo de televisão, ao marqueteiro e ao partido poderoso. Se a Dilma ganhar, ela vai agradecer aos 11 minutos (de TV), vai agradecer ao Sarney, ao Collor, ao Maluf, à toda essa gente que está hoje junta e misturada.”

E prosseguiu: “se eu e o Beto, se ganharmos, sabe a quem devemos satisfação? Vocês acham que eu vou imaginar que é por causa de dois minutos de televisão? Nós temos é a sociedade brasileira”, concluiu a candidata do PSB.

Em outro trecho de sua manifestação, Marina relembrou as circunstâncias que a levaram a se aproximar de Eduardo Campos (PSB), que era o candidato e morreu tragicamente em um acidente de avião em Santos (SP) no dia 13.

“No dia 4 de outubro, quando foi negado o registro da Rede Sustentabilidade, eu agradeço a Deus e aos meus companheiros da Rede por termos tomado a decisão de em vez de nos omitir diante de tudo que está acontecendo no Brasil, a inflação voltando a crescer, os juros crescendo, o país com crescimento baixo, a recessão ameaçando o seu emprego, a sua vida digna”, disse.

“Em vez de nos omitirmos, irmos para uma anticandidatura, não fazendo jus ao compromisso de quem teve 20 milhões de votos e que naquele momento tinha 26% da intenção de voto… quando foi negado, a decisão tomada foi ir na direção de Eduardo. Se eu não tivesse tomado aquela decisão, agora eu me sentiria envergonhada”, salientou.