Gastão Vieira: o senador de Dilma Rousseff no Maranhão

Candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) surpreendeu o eleitorado maranhense ao participar, na tarde desta quinta-feira, do programa eleitoral do candidato a senador Gastão Vieira (PMDB).

Orientada a se afastar dos palanques eleitorais no Maranhão, para não ser relacionada aos escândalos de corrupção envolvendo as famílias Sarney e Lobão, a presidente da República desobedeceu a sua coordenação de campanha e aceitou gravar o depoimento em favor do ex-ministro do Turismo, que tem como primeiro suplente o petista Raimundo Monteiro, presidente estadual da legenda.

Em um vídeo de 30 segundo, Dilma aponta os méritos da gestão de Gastão no ministério, atribuindo a ele a responsabilidade pelo sucesso da organização da Copa do Mundo.

“Trabalhamos lado a lado nos últimos anos. Sou testemunha de sua dedicação, seriedade e profundo compromisso com a qualificação dos jovens. Gastão Vieira será um grande senador para o Brasil e para o Maranhão”, testemunha a petista.

Será que candidata a presidente Marina Silva (Rede) terá a mesma disposição para gravar depoimento em favor de Roberto Rocha (PSB)?

É aguardar e conferir…

Livrai-nos do “Boca do Inferno”! Bira do Pindaré sofre acidente em estrada

acidente-bira-2

O deputado estadual Bira do Pindaré, candidato à reeleição pelo PSB, sofreu acidente no início da tarde desta quinta-feira (21), na cidade de Turiaçu.

O parlamentar e assessores voltavam de um ato de campanha no interior do estado, quando um motoqueiro entrou na contra-mão em um cruzamento da MA 209. O motorista desviou da moto e bateu num poste, que caiu cima do veículo, nas proximidades do povoado Canarinho.

Apesar do susto, a assessoria do deputado informa que não houve feridos. Todos os passageiros que estavam na Hilux passam bem.

Este é o quarto acidente envolvendo políticos da oposição desde o início da campanha eleitoral. Eliziane Gama (PPS), Rubens Pereira Junior (PCdoB) e a candidata a deputada estadual do PCdoB, Fernanda Moraes, também escaparam de desastres automobilísticos.

Coincidência ou não, na mesma semana em que o senador José Sarney (PMDB) praguejou todos os adversários num infeliz artigo publicado no jornal O Estado do Maranhão, intitulado “Boca do Inferno”.

Sangue de Jesus te repreenda, Satanás!

Candidato do grupo Sarney a governador foi condenado a prisão por fraude na TV Difusora

Publicado originalmente em 03/06/2014
edinho

Edinho Lobão: condenado a prisão por fraudar a concessão de uma TV na cidade de São Mateus.

Uma decisão judicial pode liquidar definitivamente a candidatura de Edinho Lobão (PMDB), pré-candidato a governador do Maranhão pelo grupo Sarney.

Processado por fraude em uma empresa de TV em São Mateus, o suplente de senador foi condenado pela Justiça Federal a 1 ano e 4 meses de cadeia por cometer operações ilegais na empresa Difusora, da qual ele é proprietário.

Na sentença, o juiz federal Maurício Rios Júnior, que respondia pela 1ª vara criminal, em setembro de 2010, além de condenar o filho do Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), aplicou multa por atividade clandestina em atividades de telecomunicações.

Na sentença, o magistrado afirma que ficou “devidamente comprovada a responsabilidade penal do acusado Edison Lobão Filho pela prática do crime previsto no art. 183 da Lei 9.472/97”. A decisão, tomada após 11 anos de investigação criminal, envolvia além de Edinho, Rivoredo Barbosa Wedy e Shélida Salomão Pessoa.

Para evitar o cumprimento da pena determinada pela Justiça, o peemedebista entrou com um recurso judicial chamado “apelação”, alegando a prescrição da sentença. Três meses depois, o juiz federal Ivo Anselmo Höhn Júnior declarou a punição prescrita.

O processo que culminou em condenação penal tramitou na Justiça Federal do Maranhão e seguiu para o Supremo Tribunal Federal, após Edinho assumir a vaga de senador no lugar do pai. Passou pelas mãos do ministro Joaquim Barbosa e voltou para o Maranhão quando Edinho deixou a vaga de senador temporariamente, retornando à suplência.

edinho justiça 1

Lobinho fugiu do debate promovido pela Igreja Católica

Raimundo Garrone

Edinho Lobão fugiu do debate promovido pela Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Luís, nesta quarta-feira no auditório da OAB/MA em São Luís.

edinho-debateO debate já estava marcado há mais de uma semana, mas como envolve setores progressistas da Igreja, o candidato da oligarquia Sarney evitou ser confrontado com a realidade, que não consta do seu manual de sobrevivência.

A sua ausência demonstra a sua total falta de interesse em debater idéias com os movimentos sociais, já que suas propostas são voltadas para os grandes projetos econômicos, que relegam aos maranhenses os piores empregos.

Fugiu do debate porque sabe que o grupo que representa é responsável pela pobreza do estado, pelo latifúndio, e pelo aumento da violência na terra, que resultou no assassinato de vários líderes camponeses.

E logo ele faltar a um debate promovido pela Igreja depois de dizer em seu programa eleitoral na TV, que governar o Maranhão seria uma missão de Deus.

Mas nem pensar em discutir a possibilidade de dividir o pão…

Participaram do debate os candidatos Flávio Dino (PC do B), Saulo Arcangeli (PSTU), Antônio Pedrosa (PSOL) e professor Josivaldo Corrêa (PCB).

Raimundo Cutrim denuncia mais uma tentativa de fraudar o resultado das eleições

Raimundo-Cutrim-volta-a-Secretaria-de-Seguranca21

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) denunciou, na Assembleia Legislativa, a farra de convênios promovida pelo governo Roseana Sarney, em que milhões em recursos públicos foram despejados nos cofres de municípios governados por prefeitos aliados do grupo Sarney.

Em uma única canetada, na véspera do inicio da campanha eleitoral, foram liberados R$ 70 milhões em recursos administrados pela Secretaria de Saúde do Maranhão, comandada pelo secretário Ricardo Murad, cunhado da governadora.

Parte dos aliados de Roseana e Ricardo contemplados com ajuda financeira na véspera das eleições.

Parte dos aliados de Roseana e Ricardo contemplados com ajuda financeira na véspera das eleições.

“No dia 02 de julho, o Estado pagou R$ 70 milhões. Está aqui o Diário Oficial do Estado do Maranhão. É público que o governo está despejando dinheiro para campanha. Existem municípios com a população de 24 mil pessoas que receberam 10 milhões de reais, fundo a fundo. É aquele dinheiro o prefeito não presta conta. Gasta do jeito que quer na campanha”, denunciou.

Cutrim disse acreditar que o governo de Roseana está comprando alianças por meio destes convênios, pressionando os gestores contemplados a se empenharem na campanha eleitoral do candidato a governador apoiado pelo grupo, Edinho Lobão (PMDB), e nos deputados estaduais e federais alinhados ao Palácio dos Leões.

O parlamentar cobrou uma maior fiscalização do Ministério Publico do Maranhão, principalmente pela falta de critério na distribuição dos recursos, e anunciou que pretende acionar o Parquet para coibir mais essa tentativa de fraudar o resultado das eleições e mudar a vontade do povo maranhense.

Patetice do dia: Edinho foge do debate da OAB

IMG_0118.JPG
Os candidatos Edinho Lobão (PMDB) e Zé Luis Lago (PPL) fugiram, na noite desta quarta-feira, do debate promovido pela Comissão de Justiça e Paz, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na foto, os candidatos Antônio Pedrosa (PSOL) e Josivaldo Corrêa (PCB) ajustam o microfone da cadeira vazia destinada ao candidato da oligarquia Sarney.

Governo discrimina São Luís e adota critério político para liberar convênios, diz Othelino Neto

othelino netoO deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) chamou a atenção, na sessão desta quarta-feira (20), para a forma como o governo do Maranhão discrimina a cidade de São Luís e lamentou que as diferenças político-partidárias sejam o único critério utilizado pelo Estado para mandar convênios e recursos aos municípios maranhenses. “Sabe quantos reais e quantos convênios o Executivo fez com a Prefeitura de São Luís, de janeiro de 2013 para cá? Nenhum, zero”, comentou.

Othelino disse que São Luís tem mais de um milhão de habitantes e não é beneficiado com convênios do governo por perseguição política. Segundo ele, a governadora trata o recurso público como se fosse dela. “Só recebem os recursos do Estado aqueles que são submissos ao grupo político que comanda e que destrói o Maranhão há mais de 50 anos”, frisou.

Segundo Othelino, de janeiro de 2013 até hoje, os municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa tiveram, juntos, R$ 25 milhões, e até deveriam ter recebido bem mais que isso, assim como São Luís poderia ter sido beneficiada da mesma forma e não foi.

De acordo com o deputado, ao contrário de receber recursos para obras, São Luís ainda tem que repassar para os cofres do Estado R$ 2 milhões por mês, referentes a convênios firmados com a Prefeitura, durante o governo Jackson Lago, para construção de viadutos e que o governo Roseana Sarney ingressou na Justiça para ter os recursos de volta.

No pronunciamento, Othelino criticou o candidato a governador do grupo Sarney, Lobão Filho, por ter falado, durante debate na TV Guará,  de “desastre administrativo em São Luís”. “Desastre é o que eles fizeram e estão fazendo com o Maranhão. A capital maranhense sofre discriminação pura, mesquinharia, práticas não republicanas. É assim que o governado do Maranhão age e ainda querem falar de desastre”, afirmou.

Crises do grupo Sarney

Para o deputado, antes de ficar olhando para a Prefeitura de São Luís, seria bom que o grupo Sarney se voltasse para as suas próprias crises, administrativa e ética, que estão expostas nacionalmente e para o fato de só ter Edinho Lobão como opção para apresentar como candidato a governador. “Então é bom olhar para o próprio umbigo. Não adianta tentar desqualificar a mudança, porque o que a qualifica e o que a estimula é o estado de pobreza em que está o Maranhão”, disse.

Othelino disse que a perseguição à cidade de São Luís está acabando no dia 31 de dezembro deste ano. Segundo ele, assim o eleitor da capital maranhense vai saber o que é ter um governador republicano, que trabalhará pela cidade e que não vai discriminar prefeito, simplesmente, porque não é de seu partido ou do seu grupo político.

O deputado acrescentou que o candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino, tem dito que receberá todos os prefeitos caso seja eleito governador, independente de serem aliados ou adversários.

Murad arma barraco em Coroatá; sobrou até para a Ana do Gás

ricardo barraco coroata

Murad culpa Ana do Gás e manda “acabar” com festa de adversário de Coroatá.

Blog do Garrone

O barraco foi grande no comício montado por Ricardo Murad em Coroatá.

Se considerando o dono da cidade, ainda mais montado em um palanque e com o microfone na mão, o cunhado da governadora Roseana Sarney se sentiu incomodado com uma festa realizada em uma residência de propriedade de Vitinho Trovão, e ordenou à “polícia”, isso mesmo ordenou, para que fosse até o local “acabar”com o som.

A “polícia” de Ricardo foi ao local e armou a maior confusão, com troca de socos e agressões aos donos da “festa”. Mas quem levou a pior foi o chefe do cerimonial de Murad, Emílio Faray, que já tinha chegado ao local e tentava agir com diplomacia.

Um dos “policiais” de Ricardo acabou atingindo Faray com um soco, que tinha como destino um dos participantes da festa condenada pelo patrão.

Enquanto chamava a polícia para acabar com o som, Ricardo Murad, ainda fazia gestos esfregando o polegar e com o indicador e dizia que era Ana do Gás, que estava bancando a festa que estava atrapalhando o seu comício.

A insinuação de Murad refere-se ao montante de dinheiro que a a candidata Ana do Gás está investindo nesta campanha, esquecendo que ela apóia a candidatura de Edinho Lobão, que também estava no palanque lá montado.

Neste comício foi onde ele disse que não pode deixar de ser governo, senão ele vai para o buraco.

Veja o vídeo com a confusão:

Playboy e “bilionário”, candidato da oligarquia não paga IPVA de R$ 270

edinho

Ana do Gás entra na campanha montada no dinheiro do gás natural

Blog Waldemar Ter

ana do gasNos últimos meses, o pequeno município de Santo Antônio dos Lopes, na região do Médio Mearim, deveria ter visto entrar nos cofres públicos quase R$ 20 milhões, por conta dos royalties do gás natural.

Tanto dinheiro que deu asas à super-candidatura da mulher do prefeito local, Ana do Gás, que anda angariando, a fundo perdido, apoios por várias cidades. São adesões certamente sem qualquer interesse financeiro, mas mesmo assim a candidatura da primeira dama só ganha em espaço. E o prefeito Eunélio Mendonça é o principal cabo eleitoral.

Dinheiro não é problema para a campanha dela e deve aumentar a circulação do vil metal. Em 2013, até maio, por exemplo, Santo Antônio dos Lopes recebeu recursos provenientes do gás natural, em torno de R$ 16 milhões.

Em julho, o repasse chegou a R$ 1,7 milhão e R$ 622 mil de FPM.

A descoberta de reservas de gás natural na zona rural do município abarrotou os cofres da primeira dama. A cidade, no entanto, em nada foi beneficiada, continuando a sofrer com problemas primários de infraestrutura, como a falta de água, esgoto, buracos, obras paralisadas, falta de iluminação pública e muito lixo nas ruas.