Raimundo Cutrim denuncia mais uma tentativa de fraudar o resultado das eleições

Raimundo-Cutrim-volta-a-Secretaria-de-Seguranca21

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) denunciou, na Assembleia Legislativa, a farra de convênios promovida pelo governo Roseana Sarney, em que milhões em recursos públicos foram despejados nos cofres de municípios governados por prefeitos aliados do grupo Sarney.

Em uma única canetada, na véspera do inicio da campanha eleitoral, foram liberados R$ 70 milhões em recursos administrados pela Secretaria de Saúde do Maranhão, comandada pelo secretário Ricardo Murad, cunhado da governadora.

Parte dos aliados de Roseana e Ricardo contemplados com ajuda financeira na véspera das eleições.

Parte dos aliados de Roseana e Ricardo contemplados com ajuda financeira na véspera das eleições.

“No dia 02 de julho, o Estado pagou R$ 70 milhões. Está aqui o Diário Oficial do Estado do Maranhão. É público que o governo está despejando dinheiro para campanha. Existem municípios com a população de 24 mil pessoas que receberam 10 milhões de reais, fundo a fundo. É aquele dinheiro o prefeito não presta conta. Gasta do jeito que quer na campanha”, denunciou.

Cutrim disse acreditar que o governo de Roseana está comprando alianças por meio destes convênios, pressionando os gestores contemplados a se empenharem na campanha eleitoral do candidato a governador apoiado pelo grupo, Edinho Lobão (PMDB), e nos deputados estaduais e federais alinhados ao Palácio dos Leões.

O parlamentar cobrou uma maior fiscalização do Ministério Publico do Maranhão, principalmente pela falta de critério na distribuição dos recursos, e anunciou que pretende acionar o Parquet para coibir mais essa tentativa de fraudar o resultado das eleições e mudar a vontade do povo maranhense.

Patetice do dia: Edinho foge do debate da OAB

IMG_0118.JPG
Os candidatos Edinho Lobão (PMDB) e Zé Luis Lago (PPL) fugiram, na noite desta quarta-feira, do debate promovido pela Comissão de Justiça e Paz, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Na foto, os candidatos Antônio Pedrosa (PSOL) e Josivaldo Corrêa (PCB) ajustam o microfone da cadeira vazia destinada ao candidato da oligarquia Sarney.

Governo discrimina São Luís e adota critério político para liberar convênios, diz Othelino Neto

othelino netoO deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) chamou a atenção, na sessão desta quarta-feira (20), para a forma como o governo do Maranhão discrimina a cidade de São Luís e lamentou que as diferenças político-partidárias sejam o único critério utilizado pelo Estado para mandar convênios e recursos aos municípios maranhenses. “Sabe quantos reais e quantos convênios o Executivo fez com a Prefeitura de São Luís, de janeiro de 2013 para cá? Nenhum, zero”, comentou.

Othelino disse que São Luís tem mais de um milhão de habitantes e não é beneficiado com convênios do governo por perseguição política. Segundo ele, a governadora trata o recurso público como se fosse dela. “Só recebem os recursos do Estado aqueles que são submissos ao grupo político que comanda e que destrói o Maranhão há mais de 50 anos”, frisou.

Segundo Othelino, de janeiro de 2013 até hoje, os municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa tiveram, juntos, R$ 25 milhões, e até deveriam ter recebido bem mais que isso, assim como São Luís poderia ter sido beneficiada da mesma forma e não foi.

De acordo com o deputado, ao contrário de receber recursos para obras, São Luís ainda tem que repassar para os cofres do Estado R$ 2 milhões por mês, referentes a convênios firmados com a Prefeitura, durante o governo Jackson Lago, para construção de viadutos e que o governo Roseana Sarney ingressou na Justiça para ter os recursos de volta.

No pronunciamento, Othelino criticou o candidato a governador do grupo Sarney, Lobão Filho, por ter falado, durante debate na TV Guará,  de “desastre administrativo em São Luís”. “Desastre é o que eles fizeram e estão fazendo com o Maranhão. A capital maranhense sofre discriminação pura, mesquinharia, práticas não republicanas. É assim que o governado do Maranhão age e ainda querem falar de desastre”, afirmou.

Crises do grupo Sarney

Para o deputado, antes de ficar olhando para a Prefeitura de São Luís, seria bom que o grupo Sarney se voltasse para as suas próprias crises, administrativa e ética, que estão expostas nacionalmente e para o fato de só ter Edinho Lobão como opção para apresentar como candidato a governador. “Então é bom olhar para o próprio umbigo. Não adianta tentar desqualificar a mudança, porque o que a qualifica e o que a estimula é o estado de pobreza em que está o Maranhão”, disse.

Othelino disse que a perseguição à cidade de São Luís está acabando no dia 31 de dezembro deste ano. Segundo ele, assim o eleitor da capital maranhense vai saber o que é ter um governador republicano, que trabalhará pela cidade e que não vai discriminar prefeito, simplesmente, porque não é de seu partido ou do seu grupo político.

O deputado acrescentou que o candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino, tem dito que receberá todos os prefeitos caso seja eleito governador, independente de serem aliados ou adversários.

Murad arma barraco em Coroatá; sobrou até para a Ana do Gás

ricardo barraco coroata

Murad culpa Ana do Gás e manda “acabar” com festa de adversário de Coroatá.

Blog do Garrone

O barraco foi grande no comício montado por Ricardo Murad em Coroatá.

Se considerando o dono da cidade, ainda mais montado em um palanque e com o microfone na mão, o cunhado da governadora Roseana Sarney se sentiu incomodado com uma festa realizada em uma residência de propriedade de Vitinho Trovão, e ordenou à “polícia”, isso mesmo ordenou, para que fosse até o local “acabar”com o som.

A “polícia” de Ricardo foi ao local e armou a maior confusão, com troca de socos e agressões aos donos da “festa”. Mas quem levou a pior foi o chefe do cerimonial de Murad, Emílio Faray, que já tinha chegado ao local e tentava agir com diplomacia.

Um dos “policiais” de Ricardo acabou atingindo Faray com um soco, que tinha como destino um dos participantes da festa condenada pelo patrão.

Enquanto chamava a polícia para acabar com o som, Ricardo Murad, ainda fazia gestos esfregando o polegar e com o indicador e dizia que era Ana do Gás, que estava bancando a festa que estava atrapalhando o seu comício.

A insinuação de Murad refere-se ao montante de dinheiro que a a candidata Ana do Gás está investindo nesta campanha, esquecendo que ela apóia a candidatura de Edinho Lobão, que também estava no palanque lá montado.

Neste comício foi onde ele disse que não pode deixar de ser governo, senão ele vai para o buraco.

Veja o vídeo com a confusão:

Playboy e “bilionário”, candidato da oligarquia não paga IPVA de R$ 270

edinho

Ana do Gás entra na campanha montada no dinheiro do gás natural

Blog Waldemar Ter

ana do gasNos últimos meses, o pequeno município de Santo Antônio dos Lopes, na região do Médio Mearim, deveria ter visto entrar nos cofres públicos quase R$ 20 milhões, por conta dos royalties do gás natural.

Tanto dinheiro que deu asas à super-candidatura da mulher do prefeito local, Ana do Gás, que anda angariando, a fundo perdido, apoios por várias cidades. São adesões certamente sem qualquer interesse financeiro, mas mesmo assim a candidatura da primeira dama só ganha em espaço. E o prefeito Eunélio Mendonça é o principal cabo eleitoral.

Dinheiro não é problema para a campanha dela e deve aumentar a circulação do vil metal. Em 2013, até maio, por exemplo, Santo Antônio dos Lopes recebeu recursos provenientes do gás natural, em torno de R$ 16 milhões.

Em julho, o repasse chegou a R$ 1,7 milhão e R$ 622 mil de FPM.

A descoberta de reservas de gás natural na zona rural do município abarrotou os cofres da primeira dama. A cidade, no entanto, em nada foi beneficiada, continuando a sofrer com problemas primários de infraestrutura, como a falta de água, esgoto, buracos, obras paralisadas, falta de iluminação pública e muito lixo nas ruas.

Fábio Câmara tenta fazer as pazes com Ricardo, mas é humilhado pelo ex-aliado

Foi por água abaixo mais uma tentativa do vereador Fábio Câmara (PMDB) de fazer as pazes com Ricardo Murad.

fabio camaraNo começo deste ano, Câmara traiu o padrinho para se lançar candidato a deputado estadual, atrapalhando os planos do cunhado da governadora Roseana Sarney (PMDB), que já tinha a intenção de lançar a filha, Andréa Murad (PMDB), e o genro, Souza Neto (PRB), para a mesma vaga.

Acostumado a tocar campanhas com milhões para gastar, “amigo da hora certa” — que até hoje não conseguiu explicar o nebuloso envolvimento com o assassinato do jornalista Décio Sá — mandou um interlocutor da Câmara Municipal de São Luís avisar a Ricardo que estaria disposto até a renunciar à disputa em favor da candidatura de Andréa.

Com a arrogância peculiar, Murad fez pouco caso da proposta. “Diga a esse moleque que pra mim ele morreu. O Fábio Câmara é coisa do passado. Não soube aproveitar a oportunidade que dei, quando tirei ele do buraco. Quero distância desse traidor. A vez dele passou!”

O implacável secretário, não satisfeito em rasgar a bandeira branca levantada pelo ex-serviçal, mandou avisar que fará o possível para prejudicá-lo, fechando portas nas UPAs, hospitais estaduais e exonerando qualquer um que tenha a coragem de pedir votos para o vereador.

Desde que rompeu com Ricardo Murad, Fábio Câmara se aproximou do “carcará” João Alberto (PMDB) e fechou aliança com o verde Victor Mendes, candidato a deputado federal. Os governistas, no entanto, ironizam dizendo que o maior desejo dele é voltar para debaixo das rodas do “Tratorzão”.

Edinho Lobão abre programa com clichês e estelionato da refinaria Premium

unnamed

O candidato do clã Sarney a governador, Edinho Lobão (PMDB), abriu o primeiro programa do Horário Eleitoral Gratuito debochando da cara dos maranhenses.

Com imagens de refinaria e de uma plataforma de petróleo, sombreada com o nome da coligação Para Frente Maranhão, o filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, fez alusão a famigerada promessa da Refinaria Premium, anunciada pelo seu grupo político nas eleições de 2010.

O suplente de senador também escondeu os principais aliados, dominando todo o programa com um festival de cenas clichês e frases feitas, desprovidas de qualquer sentido ou emoção.

Já Flávio Dino (PMDB), candidato a governador pela oposição, emocionou os telespectadores ao recapitular sua história de vida, com depoimentos da esposa, pais, irmão e amigos, como a deputada estadual Eliziane Gama (PPS), o deputado federal Carlos Brandão (PSDB), candidato a vice-governador da coligação “Todos pelo Maranhão” e o jornalista Márcio Jerry (PCdoB).

“Será a desgraça, a treva, o fim do mundo”, diz Murad sobre possível vitória de Dino

andrea4

Ricardo Murad: baixaria e terrorismo eleitoral.

O blog divulga com exclusividade os piores momentos do comício promovido pelo secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad (PMDB), no último fim de semana.

No ato de campanha, ao lado da filha, Andréa Murad (PMDB), do candidato a governador Edinho Lobão (PMDB), do candidato a senador Gastão Vieira (PMDB), do deputado federal Sarney Filho (PV) e de diversas lideranças políticas ligadas ao Palácio dos Leões, o cunhado da governadora Roseana Sarney (PMDB) admite a possibilidade de vitória do oposicionista Flávio Dino (PCdoB), que lidera em todas as pesquisas sérias de intenções de votos para a sucessão estadual.

Ricardo afirma que deixará a política com medo de ser derrotado, mas não sem antes fazer terrorismo eleitoral e disparar impropérios contra o adversário político.

“Estou olhando nos olhos de todos. Eu não quero imaginar a nossa vida sem o governo. Eu não quero imaginar Coroatá com esse maluco no governo”, diz Murad, acuado com a vantagem do ex-presidente da Embratur.

E ele continua, dissimuladamente: “Será a desgraça, a treva, o fim do mundo. Quero dizer pra vocês que um desastre é eleger Flávio Dino, e o Ricardo Murad está fora da política”.

Com a cumplicidade de Edinho Lobão, que já até foi condenado a pagar multa por espalhar o boato que a oposição ao PT nacional pretende acabar com o Bolsa Família, Murad acusa criminosamente o adversário de ameaçar fechar todos os hospitais do estado.

“O Flávio Dino diz que vai fechar hospital. Vai fechar macrorregional. Vai fechar UPA. Não vai fazer o centro de hemodiálise, de reabilitação… Não vai botar a cirurgia cardíaca e hemodinâmica”, insinua o secretário.

Ao final, em um raro momento de sinceridade, Ricardo Murad acusa o golpe, revelando o motivo para tanto desespero: “Gente, eu não posso deixar de ser governo. A prefeitura não pode deixar de ter Lobão Filho para suceder Roseana. Porque nós vamos pro buraco, pro escuro… Tudo o que nós fizemos vai acabar”.

Veja trechos desse festival de baixarias no vídeo abaixo:

Polícia Federal investiga sócio de Fernando Sarney por lavagem de dinheiro em associação criminosa

20090720170852_f793dA Operação Sorte Grande, da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira (20), ouviu 13 pessoas na investigação, que aponta indícios de sonegação de R$ 900 milhões em impostos. Entre as pessoas conduzidas pela PF, segundo o procurador da República Marco Túlio Caminha, estão o empresário Paulo Guimarães, sócio de Fernando Sarney no controle da TV Meio Norte, funcionários, gerentes e sócios de suas empresas.

De acordo com a Polícia Federal, a ação cumpriu mandados de busca e apreensão e também de condução coercitiva, após investigação de sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro por parte de um grupo empresarial. A PF não quis divulgar nomes dos envolvidos. Todos serão liberados após os depoimentos, que acontecem de forma simultânea, para que os investigados não tenham como combinar o testemunho.

A atuação do grupo envolve empresas de comunicação, veículos, imóveis, faculdades e hospital, principalmente no Piauí e Maranhão. Os valores chegavam a aproximadamente R$ 896 milhões em 2013.

A ação contou com 85 policiais federais, entre delegados, peritos, escrivães e agentes, além de 18 auditores e quatro analistas tributários da Receita Federal.

As informações são do site Cidade Verde, com edição do Marrapá.