Direito de resposta do deputado federal Weverton Rocha


weverton rocha“Atendendo ao princípio da liberdade de expressão, que assegura direito de resposta gratuito e proporcional, venho legitimamente oferecer oportunos esclarecimentos acerca do conteúdo divulgado neste espaço:

Desde que ingressei na vida política, ainda muito jovem quando me envolvi nas lutas estudantis, tenho trabalhado em prol do povo e do estado, atendendo sempre às necessidades estruturais, sociais, educacionais e, sobretudo, da juventude que vive sem oportunidades nos 217 municípios maranhenses. Tenho convicção da idoneidade do meu trabalho e não me calarei perante as inverdades que são alardeadas por uma ínfima parcela da imprensa que se torna prejudicial à população.

Não tenho nenhuma condenação judicial, prova disso é que o Tribunal Regional Eleitoral deferiu a minha candidatura, ressaltando que tenho todas as condições de elegibilidade e estou completamente apto para disputar as próximas eleições, onde tenho o desejo de reeleger-me deputado federal e continuar o trabalho que venho desempenhando desde 2013 na Câmara Federal.

Quando ocupei o cargo de secretário de Esporte e Juventude, no governo do saudoso Jackson Lago, iniciei a reconstrução do Ginásio Costa Rodrigues, atendendo ao Decreto de Emergência baixado pelo Governo, que deixava eminente os riscos que o local representava para atletas e usuários, conforme laudo do CREA-MA. Obedecendo todos os parâmetros legais sobre dispensa de licitação devido ao estado de emergência, a empresa foi contratada e deu inicio às obras. A demolição se deu para que o local fosse reconstruído, uma vez que foi constatado que sua estrutura estava em precário estado. Com os recursos repassados, foram adquiridos os equipamentos para modernizar o novo Costa Rodrigues, tudo entregue ao Governo do Estado e atestado por meio de notas fiscais que constam no processo administrativo e judicial. Com a interrupção do governo ao qual fazíamos parte, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral, tudo foi entregue à “nova” administração. A obra se encontrava em plena execução, quando foi estranhamente embargada por membros do atual Governo, fato que se deu sem qualquer motivação jurídica.

Minha aliança e a do partido que faço parte, ao candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino, e ao projeto da frente da oposição no estado, vai muito além de interesses políticos, e demonstra a maturidade de nosso partido, que nem nas adversidades que enfrentou ao longo de sua história se rendeu ao poder instalado por décadas neste estado. Jamais agimos contra nossa história e do nosso líder maior, Jackson Lago, que foi injustiçado e perseguido por aqueles que se julgam donos desta terra. Sempre atuei na oposição a este grupo que impõe o atraso e a desumanidade a milhões de maranhenses, e é na oposição que permanecerei lutando, por um Maranhão mais justo e oportuno para cada cidadão deste estado.”

Weverton Rocha, deputado federal.

Censura: Playboy Edinho Lobão tenta tirar o Marrapá do ar

Blog derrota Edinho na Justiça.

Blog derrota Edinho na Justiça

A Justiça Eleitoral reconheceu a importância da liberdade de imprensa e de expressão, previstas em nossa Constituição Federal, ao negar o pedido de liminar de Edinho Lobão (PMDB) para censurar mais uma vez o Blog Marrapá.

O candidato da oligarquia a governador pediu a imediata retirada da postagem que deu detalhes exclusivos de sua briga com a governadora, ocorrida no dia 25 de julho, por causa do discurso destrambelhado em que ele afirma ter enviado R$ 4 bilhões em emendas para o estado, dos quais a filha do senador José Sarney (PMDB) só teria utilizado R$ 700 milhões (relembre). 

Alegando-se ofendido com as revelações do post, o déspota condenado duas vezes à prisão também exigiu a retirada de todo o conteúdo do blog do ar por 24 horas, além da aplicação de multa diária no valor de R$ 5 mil em caso de desobediência.

Pedido da coligação de Edinho para retirar o Marrapá do ar.

Pedido da coligação de Edinho para retirar o Marrapá do ar

Na tarde desta quinta-feira (31), o juiz federal Ricardo Felipe Rodrigues Macieira, da Comissão dos Juízes Auxiliares do Tribunal Regional Eleitoral, negou a liminar pretendida pelos advogados da coligação de Edinho.

“O relato sobre as supostas ofensas que a postagem afirma terem sido proferidas no contexto da conversa entre o candidato e a governadora do estado não pode ser tratado como se fossem ofensas perpetradas pelo próprio representado. [...] A divulgação de que a parte fora ofendida por terceiros somente poderá ser considerada em si como ofensiva se demonstrado que se trata de um artifício para ofender-lhe a honra”, ponderou o magistrado.

Edinho Lobão já conseguiu censurar este blog em outras duas oportunidades. Mas, desta vez, parece que ele deu com os burros n’água.

Coordenador da campanha de Flávio Dino denuncia campanha “de esgoto” contra a oposição

marcio-e-flavio6565Ao site Vermelho, o presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, condenou os ataques que a campanha de Edinho Lobão (PMDB) tem feito ao candidato da Coligação Todos Pelo Maranhão, Flávio Dino. Para Jerry, os “ataques violentos e grosseiros” deixam claro que Edinho Lobão não tem nada de novo a apresentar aos maranhenses.

Na entrevista abaixo, Márcio Jerry ainda diz que a campanha de Flávio Dino vai continuar sendo limpa e transparente, sem entrar no jogo sujo do adversário. E que é a Justiça quem deverá se pronunciar sobre os ataques. Acompanhe:

Como você avalia o nível da campanha até agora?

Márcio Jerry: Nós estamos fazendo uma campanha que prioriza o diálogo com os maranhenses, apresentando propostas que foram construídas com a participação de mais de 40 mil pessoas de todas as regiões do estado por meio dos Diálogos Pelo Maranhão. Estamos realizando uma campanha limpa, propositiva, que respeita o povo maranhense. Estamos sintonizados com o sentimento do povo, que também quer uma campanha limpa e propositiva e rejeita a baixaria praticada pelo candidato da oligarquia Sarney.

E em relação aos demais candidatos?

Infelizmente a campanha do candidato de Roseana e José Sarney, Edinho Lobão, do PMDB, tem feito ataques cada vez mais violentos, rasteiros, grosseiros, de baixo nível, ao nosso candidato Flávio Dino, que é um homem íntegro, um homem honrado, trabalhador, que faz política respeitando os adversários e, sobretudo, respeitando a sociedade maranhense.

Então queremos deixar o nosso mais profundo repúdio a essas práticas políticas do passado, atrasadas, que se apegam na mentira, na calúnia, na difamação e no ataque pessoal para tentar desviar a atenção daquilo que é essencial. E o essencial é o debate de propostas para a população saber quem tem condições realmente de liderar o Maranhão em um novo momento, um novo ciclo absolutamente diverso desse ciclo de atraso que já chega aos 50 anos sem apresentar aos maranhenses a melhoria de suas condições de vida.

O que explica esses ataques?

Quem não tem nada de novo a apresentar ao povo do Maranhão – e não tem como explicar as razões de tanto abandono e de tanto atraso econômico, social e econômico – apela. E apela para a campanha de baixo nível, sorrateira, de ataques pessoais, de baixaria. Ao tentar ofender o candidato Flávio Dino, ofende toda a sociedade maranhense, todos aqueles que querem campanha limpa e não aceitam a baixaria.

Qual a consequência desses ataques?

A gente faz um alerta para a sociedade maranhense. Não podemos aceitar que a campanha eleitoral descambe para o esgoto político, para o esgoto da politicalha. Nós defendemos uma campanha limpa, repito. O que fizemos ao longo de toda a vida e ao longo de toda esta campanha foi lutar por justiça, liberdade, igualdade, oportunidade para todos.

Qual é a reação da população a esses ataques?

Já está demonstrado que a população rejeita a campanha de baixo nível, diz não à baixaria. Nós lamentamos profundamente que o candidato do PMDB, o suplente de senador Edinho Lobão, tenha direcionado a sua campanha para o baixo nível, para o ataque pessoal, para a mentira, para a calúnia, para a difamação. Enfim, para um discurso que agride os maranhenses, que agride a democracia e todos aqueles que defendem e querem uma eleição limpa no Maranhão.

E será adotada alguma medida judicial contra essa campanha suja?

Nós não vamos fazer o jogo sujo que eles estão fazendo e para o qual querem nos levar. Não, não faremos isso. Nós nos negamos de forma definitiva a fazer essa política de esgoto. Vamos continuar marchando em uma campanha limpa. Também não deixaremos que nenhum ataque leviano, nenhuma mentira fique sem resposta. Mas não faremos resposta no nível baixo das acusações que são feitas. Procuraremos a Justiça, que é quem deve se pronunciar sobre a prática de crimes ilícitos políticos e eleitorais. E nos dirigiremos sempre, de forma transparente, ao povo maranhense.

O que o eleitor pode esperar da campanha de Flávio Dino na TV e no rádio?

Vamos usar o rádio e a TV para fazer o que temos feito em nossa página na internet, em nossos diálogos com o povo do Maranhão: apresentar propostas, debater a situação do Estado do Maranhão, mostrar que um Estado tão rico não pode continuar sendo um Estado de povo pobre. Enfim, encontrar um caminho que faça com que o Maranhão tenha condições de superar os péssimos indicadores sociais. 

Os maranhenses têm que morar em um Estado que lhes assegure oportunidades para melhorar sua vida, para ter acesso aos direitos que a Constituição lhes assegura. Os maranhenses querem isso, os maranhenses merecem e terão um estado muito melhor. É por isso que estamos luta com coragem, firmeza, fé e muita confiança em nosso povo, na força de nosso povo que quer virar a página da história e construir um Maranhão de todos nós.

Campanha de Edinho usa sósia de Roseana Sarney para atacar Flávio Dino

Capturar

O desespero definitivamente bateu a porta do candidato da oligarquia a governador, Edinho Lobão (PMDB).

Ato falho ou não, a campanha de Edinho passou a utilizar uma sósia da governadora Roseana Sarney (PMDB) para continuar atacando o oposicionista Flávio Dino (PCdoB) – que lidera com vantagem de mais de 30 pontos em todas as pesquisas de intenção de votos para o governo do Maranhão.

O site de campanha do peemedebista na internet, que deveria ancorar as suas propostas de governo – faz as vezes de blog da Mirante e se dedica quase que exclusivamente a publicar e distribuir ataques contra o adversário comunista.

Num dos vídeos publicados na página, dirigido pelo marqueteiro Elcinho Mouco, a sósia de Roseana, em tom grosseiro, insiste no factoide dos contratos da Embratur na tentativa de imputar problemas para a gestão de Flávio Dino.

O factoide já foi desmascarado pela Controladoria Geral da União (CGU) – que emitiu certidão pela segunda vez, informando que não existe nenhuma investigação ou parecer técnico sequer desfavorável a Dino.

A autarquia federal de incentivo ao turismo também já se posicionou, condenando a utilização indevida de seu nome e ameaçou tomar as providências cabíveis, a fim de resguardar a sua imagem institucional.

Os apelos e a jogo baixo da campanha de Edinho Lobão são decorrentes da falta de um plano de governo efetivo, demonstrando que o candidato da oligarquia a governador caiu de gaiato na disputa eleitoral e não têm preparo ou quaisquer propostas concretas para apresentar ao eleitorado maranhense.

“Flávio Dino é o candidato do Brasil inteiro para trazer o Maranhão para o século 21”, diz Palmério Dória

palmerio doria

Maranhão da Gente

O jornalista e escritor Palmério Dória manifestou ontem (31/jul), em vídeo, seu apoio ao candidato Flávio Dino, da coligação Todos pelo Maranhão. “Flávio Dino não é só candidato dos maranhenses. Flávio Dino é o candidato do Brasil inteiro”.

Palmério também disse que já fez a sua contribuição para a campanha “Ajude o Maranhão a derrotar o Sarney”, que foi lançada na última quarta-feira (30/jul) durante o evento “Pacto por um IDH justo”, lançado por Flávio juntamente com diversos movimentos sociais.

Palmério Dória é autor de vários livros, dos quais o mais conhecido trata da ascensão e poder político da família de José Sarney. “Honoráveis Bandidos” é um relato sobre o nascimento e a ascensão do clã que transformou o Maranhão em capitania hereditária, e ficou 19 semanas na lista dos mais vendidos da Veja.

Durante o lançamento do livro Honoráveis Bandidos em São Luís, o local do evento foi invadido por militantes que tentavam impedi-lo. O mesmo ocorreu durante o lançamento em Imperatriz. Baderneiros gritavam “Sarney, guerreiro do povo brasileiro”.

Assista o vídeo de apoio a Flávio Dino:

Marcos Silva diz que Haroldo Saboia é “oportunista” e “invejoso”

Silva classificou Haroldo (foto) como "invejoso" e "oportunista" "movido por interesses pessoais".

Silva classificou Haroldo (foto) como “invejoso” e “oportunista” “movido por interesses pessoais”.

Em postagem no Facebook, o candidato a senador Marcos Silva (PSTU) chamou adversário Haroldo Saboia (PSOL) de “oportunista” e disse estar ansioso para um debate eleitoral com ele.

Lembrando da grande greve dos professores e servidores públicos ocorrida durante o governo Jackson Lago, Silva destacou que sempre foi leal à oposição e classificou o adversário como um “oportunista” movido por “inveja” e “interesses pessoais”.

“[...] Sempre fiz política com lealdade até com os diferentes. Ao contrário de Haroldo Saboia que é um oportunista na defesa de seus interesses pessoais e tristemente movido por inveja e sempre tentando se esconder atrás da história dos outros sem um propósito político coletivo. Estou esperando esse oportunista em um debate”, disse.

Não é de hoje que os dois ultra esquerdistas se engalfinham pelo eleitorado de oposição não atraído pela candidatura de Roberto Rocha (PSB). No mês passado, Silva e Luis Carlos Noleto esculhambaram os membros do PSOL ao justificarem as razões para o partido não ter coligado com eles numa chapa única para as eleições deste ano no Maranhão.

De acordo com a última pesquisa Exata/TV Guará, mesmo sem a estrutura política e financeira dos candidatos “poderosos”, os nomes do PSOL e PSTU a senador já acumulam 23% das intenções de voto e aparecem tecnicamente empatados com Gastão Vieira (PMDB) e Roberto Rocha. 

ENGANOMÉTRICA – Justiça Eleitoral suspende parcialmente resultado da pesquisa Econométrica

 o Instituto Econométrica descumpriu uma ordem judicial que determina que a coligação Todos Pelo Maranhão tenha acesso ao banco de dados e questionários da pesquisa publicada no jornal O Imparcial, no dia 26 de junho de 2014.

o Instituto Econométrica descumpriu uma ordem judicial que determina que a coligação Todos Pelo Maranhão tenha acesso ao banco de dados e questionários da pesquisa publicada no jornal O Imparcial, no dia 26 de junho de 2014.

A Justiça Eleitoral determinou a suspensão de parte da pesquisa Econométrica, contratada pelo jornal O Imparcial para ser divulgada no próximo final de semana. De acordo com o juiz do caso, a vinculação dos candidatos a governador a presidenciáveis foi feita de forma irregular pelo instituto.

O pedido foi feito pela coligação “Todos pelo Maranhão”, que tem como candidato a governador o ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB). Os advogados informaram a Justiça Eleitoral que o instituto utiliza nomes de supostos apoiadores para candidatos de duas coligações, mesmo sem que eles não tenham declarado apoio aos candidatos.

Segundo o juiz Ricardo Felipe Rodrigues Macieira, o questionário usado poderia levar ao direcionamento do eleitor. “Esse quesito, na maneira como apresentado, pode levar a uma situação de desequilíbrio entre os candidatos, inclusive com potencial repercussão sobre aqueles cujos nomes foram omitidos no questionário, e a um conseqüente comprometimento da autenticidade da pesquisa.”

Foi o caso da citação de José Serra e Fernando Henrique Cardoso, utilizados como supostos apoiadores de Flávio Dino, mesmo quando nenhum deles tenha declarado apoio a nenhum dos dois candidatos ou sequer participam do processo eleitoral. Além disso, o instituto utiliza o questionamento dos apoios apenas aos candidatos do PMDB e do PCdoB, ferindo a isonomia em relação aos outros 4 candidatos que concorrem à vaga de governador.

No início da semana, representantes legais da coligação foram ao instituto para obter dados que revelassem os questionários aplicados pelo Maranhão. O instituto descumpriu a ordem judicial para fornecer cópias dos questionários. A coligação estuda as medidas que tomará sobre o assunto, entre eles pedido de reforço judicial para que o instituto cumpra a ordem de fornecimento dos questionários.

Campanhas de Flávio Dino e Dilma Rousseff no Maranhão em diálogo

Na sede do PCdoB, partidos aliados de Dilma e Flávio Dino se encontram para definir estratégias da campanha petista no Maranhão.

Na sede do PCdoB, partidos aliados de Dilma e Flávio Dino se encontram para definir estratégias da campanha petista no Maranhão.

Berenice Gomes e Augusto Lobato – os dois coordenadores da campanha de Dilma Rousseff no Maranhão – acabam de sair de uma reunião com os representantes da coligação de Flávio Dino que fazem parte da base aliada ao PT nacionalmente.

A garantia dada pelos dois coordenadores é de “diálogo constante e respeito” aos partidos que fazem parte do palanque nacional que trabalha pela reeleição da petista.

O encontro acontece no mesmo dia em que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, descarta a possibilidade de desembarque de Dilma Rousseff no Maranhão para apoiar a aventura do enrolado Edinho Lobão.

João Alberto “Carcará” confirma que PMDB financia ações contra a prefeitura

Blog do Clodoaldo Correa

SENADOR JOAO ALBERTOO senador João Alberto confessou que foi o PMDB que articulou o movimento dos cooperativados realizado na porta da prefeitura com o caixão. Em reunião com ex-cooperativados da Multicooper, na sede da FETIEMA, na Praça da Bíblia, na última segunda-feira(28), o senador admitiu que o PMDB e ele próprio estavam por trás da manifestação. João Alberto já prepara o mesmo modus operante para manifestação dos professores grevistas de São Luís nesta quinta-feira (31).

“À distância participei do movimento de vocês na porta da prefeitura. Passei várias noites lá. Geralmente, eu voltava para dentro do meu carro e seguia”, disse o senador peemedebista ao lado de Fábio Câmara (PMDB), que ficou conhecido como Fábio Caixão por conta do episódio.

O senador diz ainda que seu nome não pode aparecer para que não digam que o movimento é político.

“Naquele momento, era necessário que se tivesse na porta da Prefeitura, no mínimo, 500 pessoas, pai, filho, a mulher”, afirmou Alberto, pedindo votos para Fábio Câmara e seu filho João Marcelo. “Eu vou me despedir. Está entrando em meu lugar meu filho João Marcelo. Parece muito comigo. Trabalha há muito tempo comigo. Eu acho que ele não vai me decepcionar”.

João Alberto deixa clara a politização das ações arquitetadas contra a prefeitura de São Luís. Os professores da rede municipal também preparam manifesto nesta quinta-feira com o apoio dos caciques do PMDB.

Clique aqui e ouça o áudio completo no blog do Gilberto Lima

Coordenadora da campanha de Dilma se reúne com aliados de Flávio Dino

Berenice se reuniu com apoiadores de Flávio Dino e definiu as estratégias para a campanha de Dilma com Flávio Dino.

Berenice se reuniu com apoiadores de Flávio Dino e definiu as estratégias para a campanha de Dilma com Flávio Dino.

A petista Berenice Gomes, coordenadora geral da campanha do PT no Maranhão, acaba de se reunir com os partidos da coligação de Flávio Dino (PCdoB) a governador para definir as estratégias da campanha da presidente Dilma Rousseff no estado.

As primeiras informações dão conta de que a petista encontra-se agora na sede do PCdoB, em São Luís, reunida com o presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, e com os representantes do PP, PDT, PROS e PT.

O diálogo entre as lideranças oposicionistas e a representante de Dilma no estado ocorre no mesmo dia em que o presidente nacional do PT, Rui Falcão, confirmou que a candidata à reeleição não virá ao Maranhão, justamente para não subir no palanque do candidato da oligarquia, Edinho Lobão (PMDB).

Lideranças do PT ouvidas pelo Marrapá confirmaram, há pouco, que a presidente teme ser associada às falcatruas de Edinho, além de não esconder de ninguém a preferência por ver Flávio Dino governando o Maranhão a partir de 2015.