Marina Silva afirma que Bira do Pindaré é seu deputado estadual no Maranhão

bira marina

A candidata a presidente da República Marina Silva (PSB) declarou seu apoio para deputado estadual no Maranhão. Em inserção de TV e rádio na propaganda eleitoral gratuita veiculada desde a semana passada, Marina pede voto para Bira do Pindaré (PSB) 40100.

Marina reconheceu o mandato e militância política de Bira sempre comprometido com a defesa dos direitos humanos e com o desenvolvimento sustentável. A candidata também destacou que a transformação na política se faz elegendo pessoas com o engajamento social do deputado Bira.

A inserção de Marina pedindo voto para Bira foi ao ar, pela primeira vez, na última sexta-feira (22) e será reprisada nesta quarta-feira (27). De acordo com a pesquisa de intenções de voto do IBOPE a candidata Marina Silva está em segundo lugar com 29% e se o segundo turno fosse hoje, ela venceria as eleições com 45% dos votos.

Desesperado, Edilázio adere a Flávio Dino em Paço do Lumiar

Não adiantou o deputado estadual Edilázio Junior (PV) enviar carta reafirmando o compromisso com a candidatura de Edinho Lobão (PMDB), depois ter montado comitês em apoio a Flávio Dino (PCdoB) na zona rural.

No município de Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís, a campanha do genro da desembargadora Nelma Sarney esconde Edinho e pede voto para o candidato a governador da oposição.

É o que mostram as diversas fotos abaixo, registradas por leitores do Marrapá nos bairros da Pindoba, Maioba e na Vila São José.

edilazio1 edilazio2 edilazio3 edilazio6 edilazio7 edilazio9

Cleide Coutinho confirma a candidatura de Humberto e denuncia estelionato eleitoral

unnamed (2)A deputada Cleide Coutinho (PSB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, para confirmar que apesar de sua candidatura ter sido deferida por seis votos a zero pelo TRE, o candidato do seu grupo político para representar o povo de Caxias e o Estado do Maranhão, é o ex-prefeito Humberto Coutinho. Desse modo reafirmou que não será candidata nessas eleições.

A parlamentar comentou que durante todo o final de semana participou de reuniões políticas, caminhadas e carreatas em  vários municípios, onde prefeitos, lideranças e milhares de eleitores declararam apoio ao candidato a governador, Flávio Dino (PC do B) e ao  candidato à deputado Estadual, Humberto Coutinho.

Em Aldeias Altas, os candidatos Flávio Dino e Humberto Coutinho receberam o apoio do jovem líder político, Magno Bacelar Júnior e de sua mãe, Senhora Fernanda Bacelar. A deputada em seu pronunciamento fez referência ao futuro politico promissor do jovem Magno, que demonstrou ideal e aptidão politica. Com o mesmo entusiasmo, a comitiva composta também pelo candidato a vice governador, deputado federal Carlos Brandão e pelo ex governador e candidato a deputado federal José Reinaldo, foram recebidos em Colinas pelo ex  prefeitos Zé Henrique Brandão e em São Domingos pelo Prefeito Tratorzão,  que transformaram as inaugurações dos respectivos comitês em verdadeiros comícios, a exemplo do grande comício que aconteceu em Caxias, no último sábado.

ESTELIONATO ELEITORAL

No pronunciamento, a deputada Cleide Coutinho também denunciou a ausência de critérios e a disparidade no repasse de R$ 70 milhões do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para vários municípios, não sendo, entretanto contemplando nenhum município cujos prefeitos não apoiam o candidato a Governador do grupo politico da governadora Roseana Sarney.

A parlamentar deixou claro que não é contra os municípios receberem recursos para investimentos na saúde, até mesmo porque a população precisa e merece. “Queremos saber é qual foi o critério que o Governo do Estado adotou para repassar esses R$ 70 milhões. Isso sim, caracteriza um estelionato eleitoral”, denunciou.

De posse de documentos, a deputada mostrou  que Bom Jesus das Selvas (com 28 mil habitantes) recebeu R$ 700 mil; Miranda do Norte (com 24 mil habitantes) recebeu R$ 9,3 milhões,; Cedral (com 10 mil habitantes) recebeu R$ 800 mil e São Luis Gonzaga (com 20 mil habitantes) recebeu R$ 1 milhão.

Enquanto isso, as cidades que não apoiam a candidatura oficial do governo, nada receberam, como exemplo citou Caxias que (160 mil habitantes) nada recebeu desse repasse de 70 milhões. Ao contrário, teve infelizmente perda de R$ 50 milhões da saúde, retirados pela governadora Roseana Sarney, ao longo do seu governo.

Também citou que os munícios de Timon (com 150 mil habitantes), São Mateus (com 29 mil habitantes), Santa Inês (com 87 mil habitantes) e São Domingos (32 mil habitantes), não receberam também nenhum centavo.

Concluiu seu pronunciamento, dizendo que essas injustiças vão acabar, pois com Flávio Dino no governo teremos um Maranhão que o povo merece e precisa.

Patetice do dia: Fiasca caminhada de Edinho Lobão em São Luís

caminhada edinho

Fracassou, na tarde desta terça-feira, a primeira caminhada do candidato da oligarquia Sarney a governador do estado.

O evento contou com a participação de menos de duzentos militantes, entre cabos eleitorais de Andréa Murad, Rodrigo Comerciário e do indeciso Edilázio Junior (vide os próximos posts). Dos 20 vereadores que confirmaram presença na passeata, apenas nove compareceram.

Edinho chegou à Praça João Lisboa com uma hora de atraso e percorreu a Rua Grande em menos de cinco minutos, sem cumprimentar ninguém, cercado apenas por correligionários, seguranças e assessores.

Durante todo o percurso, o suplente de senador ouviu críticas de lojistas e transeuntes. Além de vaiado, foi chamado de “Edinho 30”, “playboy” e “ficha-suja”.

Em frente à Biblioteca Benedito Leite, Lobinho fez um discurso rápido. Prometeu, fitando os olhos do irmão Luciano Lobão (da enrolada Construtora Hytec), que será o “primeiro governador empresário do Maranhão”.

No fim do ato, filiados ao PMDB sujaram e pisotearam o gramado da histórica Praça do Panteon, que está na fase de acabamento da reforma realizada pela Prefeitura de São Luís.

Escândalo da Mala Preta – Doleiro dá novo depoimento e revela detalhes de negociatas com grupo Sarney / Lobão

roseana-sarney-mentiraO depoimento do doleiro Alberto Yousseff está assombrando o Palácio dos Leões e casas de aliados. O inquérito que aponta a ligação do Governo Roseana Sarney, seus aliados ao esquema de corrupção e propina envolvendo o doleiro preso pela Polícia Federal já está de posse do Superior Tribunal de Justiça.

Desde que a contadora Meire Poza prestou depoimento e contou detalhes da negociata de propina que beneficiou o alto escalão do Governo Roseana com R$ 6 milhões e o doleiro com R$ 12 milhões, nada anda bem para as famílias Sarney, Murad e Lobão.

Em Brasília, já circulam as informações de que o doleiro Alberto Yousseff revelou os detalhes da negociação com o grupo Sarney, Murad e Lobão para receber a quantia milionária. As tratativas entre o doleiro e os representantes do Governo Roseana duraram seis meses, segundo relatório da Polícia Federal apresentado pela imprensa nacional.

Alberto Yousseff foi preso em São Luís no início de 2014, no Hotel Luzeiros, acusado pelo crime de lavagem de dinheiro. O caso envolve ainda gente grande da Petrobras, como o ex-diretor da empresa – Paulo Roberto Costa – que veio ao Maranhão homologar o último estelionato eleitoral da família Sarney.

Nos últimos dias, a imprensa nacional noticiou que Alberto Yousseff também optaria pela delação premiada e revelaria mais detalhes sobre o escândalo que está assustando o Governo Roseana. O pagamento do precatório da Constran – dívida reconhecida no Governo de Edison Lobão, em 1993.

Informações da capital detalham ainda que a Polícia Federal busca a peça-chave da história: o assessor especial do Governo Roseana, Nilton Durans. Foi ele o responsável por buscar a mala preta deixada por Yousseff na recepção no dia de sua prisão.

A trama, pelo visto, vai envolver muito mais “peixe grande” do grupo Sarney. É esperar pra ver!

Quando o candidato é ‘ficha suja’, não tem coordenação de campanha que resolva

Edinho-entrevistaO blog do jornalista Clodoaldo Corrêa divulga que a confusão foi feia na TV Difusora, depois do debate entre os candidatos ao governo, na noite de segunda-feira (25).

O candidato governista teria soltado os cachorros pra cima da coordenação de campanha. Procurava um bode expiatório para seu desempenho pífio. Uma coisa é certa: não tem marqueteiro ou coordenação de campanha que salve um candidato que tem um currículo de causar inveja ao lendário Al Capone.

Alguém deve dizer ao candidato governista que o passado dele o condena. Como explicar, por exemplo, sua riqueza descomunal, em um dos estados mais pobres da federação? Será que nunca se beneficiou de sua condição de filho de ex-governador, senador, e agora ministro, para auferir dividendos para seus empreendimentos, através da facilitação de contratos com governos? Como esconder processos e condenações na Justiça?

Qualquer candidato, principalmente a cargo majoritário, tem que estar preparado para ter a vida devassada em uma disputa eleitoral. Se não tem ficha limpa, fica difícil uma coordenação de campanha fazer milagres para limpar a imagem do candidato. São nódoas que ficam impregnadas e não se consegue apagar facilmente.

Adversário que se preze deve, sim, explorar esses pontos negativos do oponente. O eleitor tem todo o direito de tomar conhecimento da vida pregressa de todos os candidatos. Afinal, é um risco muito grande entregar as chaves dos cofres do Estado a quem tem um histórico de desonestidade.

Uma vez no poder, o “ficha suja” pode trabalhar para beneficiar seus negócios ou mesmo colocar ‘laranjas’ para comandá-los. Seria a continuidade do que temos hoje: a governante paga de um lado do balcão e recebe do outro. Vide o exemplo do Sistema Mirante de Comunicação, pertencente à família da governadora. São empresas de familiares e amigos do peito que conseguem tocar os principais projetos em todas as áreas.

Enrolado em cada novo debate, o candidato governista deve estar à espera de um milagre. Só Jesus na causa! Afinal, Jesus, mesmo expulsando os vendilhões do templo, veio para salvar a todos. No entanto, Jesus alertou a todos: “Cuidado com os falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” (Mateus 7:15-20).

Em suma, quem é ficha suja não deve pleitear ser governador de Estado. Nem mesmo deve ser candidato a síndico de condomínio.

Ricardo Murad “intima” servidores da Saúde para reunião com Edinho, Andréa e Gastão

ccc700f19688a90faba96ede5ba15d89

O secretário Ricardo Murad (PMDB) intimou todos os servidores da Saúde a participar de uma reunião política nesta terça-feira, às 19h, na Fábrica Recepções, com os candidatos Andréa Murad (deputado estadual), Edinho Lobão (governador) e Gastão Vieira (senador).

Fontes do blog na secretaria de Saúde afirmam que foram repassadas listas para os servidores assinarem confirmando presença. Os contratados e comissionados foram avisados que o não comparecimento implicará a exoneração.

O desempenho de Flávio Dino no debate dentro da “casa” de Edinho Lobão

debate difusoraO debate na TV Difusora de ontem serviu para mostrar a grande diferença que existe entre os dois candidatos a governo que despontam nas pesquisas. A TV Difusora é uma das empresas que Edinho Lobão adquiriu quando o pai era governador. E foi lá dentro que Dino mostrou seu grande preparo para encarar o adversário.

O clima que antecedeu o debate deu o tom do que Edinho preparava. Negou-se a receber a comitiva da OAB que analisaria os pedidos de Direito de Resposta. No lugar deles, colocou seus próprios advogados que lhe concederam nada menos que 3 direitos de resposta ao longo de 4 blocos. Era isso que ele mais queria.

Mas ao contrário do que Edinho esperava, Flávio Dino não se intimidou e saiu-se muito bem dentro da casa do adversário.

O candidato oposicionista “passeou” durante o debate e colocou Edinho Lobão em seu devido lugar. A revelação de que, quando era juiz federal, fez o interrogatório de Edinho Lobão durante o processo criminal por irregularidades no repasse do INSS dos funcionários da Rádio Curimã de Imperatriz foi a surpresa da noite.

Outros temas apontados por Dino fizeram Edinho Lobão perder a compostura. Como a crítica à proposta “Alô doutor” – que fere o código de ética da Medicina. A trágica ideia de Edinho Lobão também foi criticada por Antonio Pedrosa.

No mais, Edinho Lobão foi questionado sobre a estranha compra da TV Difusora, que coincidentemente aconteceu durante o Governo do pai. Mesma época em que Edinho Lobão passou a ser conhecido pela alcunha relacionada ao número 30.

Foto-fofoca: Filha de Ricardo Murad desafia Justiça Eleitoral e faz “campanha” dentro das UPAs

Filha de Ricardo Murad, a candidata a deputada estadual Andréa Murad (PMDB) desafiou a Justiça Eleitoral ao utilizar os hospitais e UPA’s da rede estadual para fazer proselitismo eleitoral.

A lei eleitoral não permite que equipamentos públicos sejam usados na campanha política. Andréa, no entanto, postou nas redes sociais o registro da prática de crime eleitoral. Acompanhada pessoalmente pelo pai-secretário, ela constrangeu médicos, enfermeiros, servidores e pacientes durante as visitas às unidades de saúde.

“Como parlamentar vou defender todos os avanços conquistados começando pelos profissionais de saúde de quem dependemos o pleno funcionamento dos hospitais estaduais. O que já ocorre muito bem nas 5 UPA’s que visitei esta semana e todos estão de parabéns pelo desempenho. Nas UPA’s pude ouvir as demandas dos profissionais e também de pacientes”, escreveu Andréa Murad no Facebook, confirmando que fez campanha dentro dos hospitais.

002 003 005 006 007 008 009 010 012 002 - Copia

Edilázio reafirma apoio a Edinho 30, mas não explica comitê pró-Flávio Dino

unnamedCom a reeleição em risco, o deputado estadual Edilázio Junior (PV), genro da desembarcadora Nelma Sarney, foi obrigado a reafirmar o apoio à candidatura de Edinho Lobão (PMDB) numa nota desaforada ao blog Marrapá.

O parlamentar, no entanto, não teve argumentos para justificar o porquê de ter montado um comitê pró-Flávio Dino (PCdoB) na zona rural de São Luís (foto ao lado), onde o comunista lidera disparado em todas as pesquisas de intenção de votos para governador do estado.

Abaixo, a nota de Edilázio Junior:

“Quero reafirmar que tenho trabalhado, suado a camisa e que acredito no potencial do senador Lobão Filho (PMDB) para governar o estado do Maranhão. Também trabalho, acredito e suo a camisa em prol da candidatura ao Senado de Gastão Viera, este que foi um excelente ministro do Turismo.

Tenho lado, sempre me posicionei com convicção, coerência, honestidade e transparência. Quem me conhece sabe da minha índole, do meu caráter, da minha postura.

Infelizmente me deparei nos últimos dias com inúmeras mentiras envolvendo o meu nome em blogs e nas redes sociais. Afirmações sem fundamento, sem profundidade, sem o lado da verdade.

Jamais estive do lado do comunista adversário do grupo político o qual eu represento. Jamais cogitei ou traí o meu grupo.

Repito, tenho um só candidato ao Governo do Estado: o seu nome é Lobão Filho. Tenho um só candidato ao Senado Federal: Gastão Vieira.

E é ao lado deles que trilho um caminho para a vitória nas urnas no dia 5 de outubro. Juntos, Lobão, Edilázio e Gastão, “Pra Frente Maranhão”! “