Pela segunda vez, Justiça Eleitoral nega pedido do PMDB para fechar comitê “Flávio e Dilma”

FLAVIO E DILMAA coligação “Pra frente Maranhão” do candidato Edinho Lobão Filho (PMDB) teve pedido de fechamento do comitê “Flávio Governador, Dilma Presidente” mais uma vez negado pela Justiça Eleitoral. É a segunda derrota da coligação na tentativa de impedir a existência de comitê utilizado por militantes do PT que apoiam a candidatura de Flávio Dino.

O juiz do Tribunal Regional Eleitoral, Ricardo Macieira, indeferiu o pedido da coligação de Edinho Lobão ao afirmar que o PCdoB, partido ao qual Flávio Dino é filiado, é coligado nacionalmente com o PT de Dilma Rousseff. Portanto, o comitê em apoio às duas candidaturas deverá continuar funcionando, muito embora os apoiadores de Edinho Lobão se neguem a aceitá-lo.

Na segunda ação, os advogados da coligação “Pra frente Maranhão” pediram a retirada das fotos de Dilma Rousseff do comitê de apoio a Flávio Dino. Resguardado parágrafo 6º do artigo 45 da Lei das Eleições, o juiz do caso decidiu pela manutenção do Comitê. Segundo o juiz, “é regular a propaganda que utiliza a imagem de candidato que integra sua coligação em âmbito nacional”.

Desde que os militantes do PT anunciaram a mobilização em favor da candidatura de Dino ao governo do estado, a coligação de Edinho Lobão se mostrou contrária à existência do comitê. Além do PCdoB, outros partidos da coligação de Flávio Dino compõem a coligação nacional em apoio a Dilma Rousseff: PDT, PP e PROS.

A campanha de Flávio Dino optou por um palanque múltiplo com o intuito de “derrotar a oligarquia Sarney”. Para isso, reúnem no mesmo palanque apoiadores dos três principais presidenciáveis – Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Segundo o candidato Flávio Dino, a ideia é unir forças para derrotar o grupo Sarney nas urnas. Dino usa como exemplo a aliança feita no Acre na década de 1990 para derrotar o grupo político responsável pela manutenção do crime organizado no estado.

Nem Odorico Paraguaçu chegaria a tanto…

90082post_fotoNo último sábado, em discurso no município de Sucupira do Norte, o candidato sarneyzista a governador teve um arroubo de mitomania que deixaria o personagem Odorico Paraguaçu, prefeito da Sucupira do escritor Dias Gomes, corado de tanta vergonha.

No mesmo dia em que se declarou envergonhado por causa das promessas não-cumpridas pela aliada Roseana Sarney e pelo próprio pai, Edison Lobão, que governou o Maranhão entre 1990 e 1994,  Edinho Lobão disse ter enviado R$ 4 bilhões para o estado.

Em busca rápida na página do Senado Federal, os números encontrados divergem dos que foram anunciados por Edinho.

Consta no site que o suplente de senador destinou pouco menos de R$ 70 milhões em emendas, inclusive para o Polo Sul, durante o exercício da atual legislatura.

Veja a declaração fantasiosa do peemedebista no vídeo abaixo:

Dissidentes do PT no Maranhão declaram apoio a candidato do PC do B

Folhapress

pt comite maO apoio foi oficializado na noite desta quarta-feira (23), em São Luís, durante a inauguração do comitê chamado “Dilma e Flávio”.

Nacionalmente, o PC do B apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), mas no Maranhão o PT está coligado com o candidato indicado pela família Sarney, Lobão Filho (PMDB).

Parte do diretório local do PT do Maranhão defendia o apoio formal à candidatura de Dino, mas por pressão do PT nacional, aliado do senador José Sarney (PMDB), o partido ficou do lado do peemedebista.

Entre os participantes do ato desta quarta estavam o vice-presidente estadual do PT, Augusto Lobato, o ex-prefeito de Imperatriz, Jomar Fernandes (PT), e o próprio candidato do PC do B.

“Nós somos a resistência petista, a parte da militância que não se coligou com o PMDB do Sarney, do Lobão”, disse Fernandes. “Eu sou militante histórico do PT e nunca concordei com essa aliança com a oligarquia Sarney, e toda a resistência petista não concorda.”

Dino e os petistas dissidentes afirmam que o comitê informal “Dilma e Flávio” não fere a lei, uma vez que PT e PC do B estão coligados nacionalmente.

“O meu partido, PC do B, apoia a Dilma nacionalmente. A lei eleitoral garante expressamente que, como meu partido está coligando nacionalmente, no Estado ele tem direito de fazer campanha”, afirma Dino.

Entretanto, conforme mostrou reportagem da Folha, políticos, especialistas e até ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divergem sobre o tema.

Defensor da aliança com o PMDB, na qual é candidato a suplente de senador, o presidente do PT-MA, Raimundo Monteiro, afirma que sua coligação contestará na Justiça Eleitoral o apoio de parte dos petistas à candidatura de Dino.

“O que nós podemos aceitar é a campanha para a Dilma, agora a campanha para o Dino é complicado”, disse Monteiro à Folha.

Entre os partidos coligados com Dino estão ainda o PSDB e o PSB, dos presidenciáveis Aécio Neves e Eduardo Campos, adversários de Dilma.

Questionado se a petista também subirá em seu palanque se for em campanha ao Maranhão, Dino evitou se responder: “Estou curioso também, vamos ver”.

Época: Juiz suspende compra de iguarias pelo governo Roseana Sarney

roseana-e-o-banqueteUma decisão liminar tomada há uma semana e divulgada nesta quarta-feira pelo juiz Clésio Coelho Cunha, de São Luiz, suspendeu judicialmente a licitação para a compra de 80 quilos de lagosta fresca, uma tonelada e meia de camarão, 750 quilos de patinhas de caranguejo, duas toneladas de peixe e cinco de carne para a residência oficial e a casa de praia da governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

A liminar atende a uma ação popular impetrada por Aristóteles Duarte Ribeiro no início do ano quando o governo decidiu adquirir os produtos. O juiz aceitou o argumento de que a licitação fere o princípio da moralidade previsto na Constituição Federal. Segundo a decisão, o gasto previsto seria de R$ 2,5 milhões.

Após a divulgação da aquisição dos produtos e a formalização da ação popular em janeiro, a governadora suspendeu a compra dos alimentos. A decisão do juiz poderá ser apreciada pelo Tribunal de Justiça.

Irmão de Edinho Lobão já faturou R$ 42 milhões do governo em um ano e meio

Blog do Clodoaldo Corrêa

lucianolobaoA empresa Hytec Construções, de propriedade do empresário Luciano Lobão, irmão do candidato ao governo Edinho Lobão (PMDB) tem os mais gordos contratos na área de pavimentação do governo do estado. Apenas entre 2013 e 2014, a empresa faturou R$ 42.004.542,49 em contratos que fazem parte do programa Viva Maranhão.

A Hytec totalizou contratos em 2013 que garantiram R$ 34.357.872,68 para asfaltamento, terraplanagem, medição e asfaltamento de rodovias. Até hoje já foram pagos R$ 7.686.669,81 para os serviços.

Até o final dos contratos, a Hytec ainda vai faturar muito. Somente para as estradas de Santo Amaro e Primeira Cruz, tem valores globais totais de R$ 90 milhões.

Em Imperatriz, a empresa travou uma briga judicial com a prefeitura. O prefeito Madeira acusou a Hytec de não executar as obras de acordo com os contratos.

O programa Viva Maranhão é custeado com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para várias áreas. Mesmo não havendo aparente irregularidade no contrato, é moral que seja suspenso enquanto o dono da empresa é parente de primeiro grau de um candidato ao governo do estado.

Othelino faz campanha em Timbiras e São João do Sóter

othelinonetoO candidato à reeleição pela coligação “Todos Pelo Maranhão”, deputado Othelino Neto (PCdoB), intensificou a campanha no final de semana pelo interior do Estado. Marcou presença nos municípios de Timbiras e de São João do Sóter.

Em Timbiras, Othelino se reuniu com vereadores e lideranças políticas. Falou de ações, projetos aprovados na Assembleia Legislativa e propostas de campanha.

Em São João do Sóter, Othelino fez campanha ao lado do candidato a governador pela coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino (PCdoB), e do ex-vice-prefeito do município, Dione Robson, liderança importante que o apoia nestas eleições. Inicialmente, estava prevista uma carreata, mas os candidatos preferiram ir a pé para ter mais proximidade com a população.

Othelino disse que o ritmo de campanha cresce a cada dia no Maranhão, onde a população tem desejo de mudança e de dias melhores. “Vamos todos trabalhar juntos, unidos, por um Maranhão melhor e livre, mais sustentável, mais desenvolvido. Unidos somos mais fortes”, frisou Othelino Neto.

Na semana passada, Othelino obteve mais adesões à sua campanha. O destaque foi para integrantes do PCdoB de Timon. O grupo é liderado pelo presidente do partido, empresário João da Gráfica, e pelo vice-prefeito, Danísio Marabuco.

Lei eleitoral autoriza imagens de Flávio Dino ao lado de Dilma Rousseff

Blog do John Cutrim

Dilma_Roussef_e_FlavioDino_Convencao_Nacional_do_PCdoBPor mais que os petistas aliados a Lobão Filho (PMDB) tentem impedir que o candidato Flávio Dino (PCdoB) fale de sua aliança com Dilma Rousseff (PT), a lei está a favor do candidato do PCdoB.

O parágrafo 6º do artigo 45 da Lei das Eleições (9.504/97) é muito claro ao dizer que é “permitido ao partido político utilizar na propaganda eleitoral de seus candidatos em âmbito regional, inclusive no horário eleitoral gratuito, a imagem e a voz de candidato ou militante de partido político que integre a sua coligação em âmbito nacional.”

Ou seja, o PCdoB – aliado nacional do PT de Dilma Rousseff – está autorizado a usar a imagem e a voz de candidato que integre sua coligação em âmbito nacional. Como o PCdoB de Flávio Dino é aliado histórico do PT de Dilma e Lula e apoia a reeleição da candidata petista, logo Flávio Dino poderá usar em seus materiais a imagem da presidenta.

Preocupados com as diversas imagens de Dino com Dilma que circulam na internet, os aliados de Edinho passaram a pressionar o meio político a evitar que Flávio Dino use a imagem da presidente que concorre à reeleição.

Acontece que ao lado de Dino está a Lei Eleitoral, que é clara quanto à legalidade dos atos do candidato da oposição.

O retrato mal-falado dos apoiadores de Edinho Lobão

Essa chamou a atenção de todo mundo. O tresloucado candidato Edinho Lobão reuniu prefeitos na luxuosa mansão de Sarney, no Calhau.

No fim, foram posar para fotos. Sarney, que comanda os eventos, foi escondido dentro de casa. Alguns prefeitos viraram a cara e outros chegam a botar a mão no rosto para não serem vistos.

Mas feio mesmo foi o gesto com as mãos que alguns resolveram fazer por cima da cabeça dos outros. Ficou esquisita a homenagem ao candidato da oligarquia.

Veja a foto:

josemar prefeitos edinho

“Bocas do inferno”: Folha repercute artigo raivoso de José Sarney

Sarney ArmadoJose-Sarney-Madre-Superiora
Painel, Folha

Sarney ArmadoO Dono do Mar O senador José Sarney (PMDB-AP) escreveu artigo acusando os adversários de “difamar, insultar e vilipendiar” o Maranhão. “Tem até um pivete que se infiltrou na política que fez disso profissão”, disse, no jornal de sua família. “A coligação Boca do Inferno que caminhe para lá.”

Culpa da ONU Segundo Sarney, os rivais usam “números falsos” para atingir seu grupo político. Ele afirmou que o Índice de Desenvolvimento Humano, indicador das Nações Unidas que mostra o atraso do Maranhão, foi criado para beneficiar “países imperialistas”.

Foice e martelo A crítica foi direcionada a Flávio Dino (PC do B), que lidera a disputa com Lobão Filho (PMDB) pelo governo do Estado. “Por que esse vício de falar mal do Maranhão?”, escreveu Sarney. “Tudo hipocrisia e desejo de que sejamos Venezuela. O Maranhão comunista, é a mudança que desejam.”

Em comício, Edinho Lobão diz ter vergonha de Roseana Sarney

Candidato do grupo Sarney a governador, o destrambelhado Edinho Lobão (PMDB) voltou a falar besteira no interior do Maranhão. Em comício na cidade de Sucupira do Norte, no último sábado, o playboy de Brasília afirmou que sente vergonha da aliada Roseana Sarney (PMDB), que governa o estado pela quarta vez seguida e nunca se importou em construir a estrada ligando o município ao vizinho Pastos Bons.

“E já tenho até um pouco de vergonha de chegar numa cidade desta e ouvir que vários e vários governadores passaram por aqui e prometeram fazer a estrada daqui até Pastos Bons, que um governador prometeu, o outro governador prometeu, o governador que era oposição prometeu, depois a governadora prometeu e ninguém cumpriu nada. Dá vergonha um negócio deste. Eu peço desculpas pela classe política – que não tem lado, é o meu lado, é o outro lado, nenhum lado cumpriu”, disse o suplente de senador.

Edinho Lobão tem feito um grande esforço para evitar falar mal de Roseana e cumprir seu acordo com a família, porém com sua conhecida empáfia para dizer que é mais preparado que os outros membros do seu grupo, acabou novamente atacando a governadora, que ontem mesmo fez um jantar com 30 prefeitos com a intenção de puxar as orelhas de quem não estava pedindo voto para ele.