Notícia

Pesquisa em São Luís: 82% da população é a favor de isolamento; 69% aprova Dino e 60% desaprova Bolsonaro

Pesquisa realizada pelo DataIlha em São Luís, entre os dias 09 e 13 de abril de 2020, revela o acerto do governador Flávio Dino na condução da crise sanitária resultante da pandemia da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Em razão das medidas preventivas de distanciamento social, a pesquisa foi realizada por telefone, tendo 727 entrevistados, com intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 4%, para mais ou para menos.

A população de São Luís entende a gravidade da situação, sendo que 91,9% acreditam ser muito séria a pandemia. 82,4% dos entrevistados são favoráveis as medidas de isolamento social determinadas pelo governador Flávio Dino, contra apenas 9,2% que são contrários e 8,4% que são indiferentes, não souberam ou não quiseram responder.

Já o governo Flávio Dino é aprovado por 69,2% dos entrevistados, contra 26,7% que desaprovam o governo estadual e 4,1% que não souberam ou não quiseram responder. Enquanto Flávio Dino goza de elevadíssima aprovação em São Luís, o mesmo não ocorre mais com o presidente Bolsonaro. A gestão de Jair Bolsonaro na Presidência da República é aprovada por apenas 35,5%, contra 59,7% que desaprovam, e 4,8% que não souberam ou não quiseram responder.

Outro destaque revelado pela pesquisa é a condução do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, em relação à pandemia do coronavírus. Para 56,4% dos entrevistados, a condução do secretário Lula é avaliada como ótima ou boa, 28,7 acham regular, e somente 7,5% dos entrevistados acreditam que é ruim ou péssima, sendo 7,4% não souberam ou não quiseram responder. (Jornal Pequeno)

Comentários estão desativados

4 respostas para “Pesquisa em São Luís: 82% da população é a favor de isolamento; 69% aprova Dino e 60% desaprova Bolsonaro”

  1. milson disse:

    Essa pesquisa fratura.

  2. milson disse:

    Essa pesquisa frajuta

  3. Felipe disse:

    Essa pesquisa foi feita dentro do palácio,basta ver na rua que mais da metade da população estão nas ruas,então como eles querem o isolamento,não tem sentido

  4. Armando A Madeira disse:

    Uma pergunta: como estão fazendo “pesquisa”, se os pesquisadores não podem sair às ruas pra entrevistar? Ou será essa pesquisa só de H? É por telefone? Só atende telefone funcionário público que tá em casa recebendo 100% do salário….